Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Esporte

Temporada 2022 da Fórmula 1 começa domingo na tela da Band com GP do Bahrein

No total devem ser 23 corridas até o final do ano

Publicado em 16/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Neste domingo (20), a temporada 2022 da Fórmula 1 se inicia e a Band segue com os direitos exclusivos sobre a modalidade na TV aberta. O primeiro Grande Prêmio do ano será realizado no Bahrein, e terá transmissão para todo o Brasil a partir das 11h30.

A temporada 2022 contará com 23 corridas, mas após o fim do contrato do Grande Prêmio da Rússia, ainda falta o anúncio sobre o país substituto.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Todas as disputas vão ao ar ao vivo na TV aberta e nas rádios Bandeirantes e BandNews FM, enquanto os treinos classificatórios serão transmitidos pelo canal BandSports. “No ano passado, conseguimos trazer os amantes da modalidade para a Band e conquistamos novos adeptos, por isso as expectativas para a próxima temporada são as melhores possíveis. Continuaremos mostrando uma cobertura completa com o antes, durante e depois das corridas. Hoje, a Fórmula 1 é um dos principais produtos da casa e é motivo de muito orgulho para todos nós. O sucesso comercial e de audiência demonstra que estamos no caminho certo”, afirma Denis Gavazzi, diretor de Esportes da Band e do BandSports.

Segundo o calendário oficial, serão três classificações Sprint: nos GPs da Emilia-Romagna, Áustria e São Paulo. O formato, no entanto, sofreu algumas alterações.

Nas estatísticas da F1, a pole position não será mais computada para o vencedor da Sprint, no sábado, mas sim de quem tiver feito o melhor tempo na classificação de sexta-feira. Além disso, os oito primeiros pilotos passam a pontuar ao invés de apenas os três primeiros. O término do mundial está previsto para 20 de novembro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes.

Sergio Mauricio traça um panorama do cenário atual da modalidade

Sérgio Maurício na Band (Reprodução)

Narrador oficial do mundial, Sergio Mauricio faz um panorama do atual cenário. “É uma temporada imprevisível, com novos carros, novos pneus e com certeza tão emocionante como no ano passado. Algumas equipes vão sair na frente, mas espero muito equilíbrio a partir da metade do campeonato”, declara ele, indicando alguns nomes para o público ficar de olho.

“George Russel vai poder mostrar todo o seu talento agora como companheiro de Lewis Hamilton na Mercedes. Lando Norris e Carlos Sainz também devem ser observados. E, é claro, o atual campeão Max Verstappen, que corre com o número 1 estampado no seu Red Bull”, declara Sergio Mauricio.

Reginaldo Leme: mais de 700 corridas acompanhadas

Reginaldo Leme no Show do Esporte (Reprodução/Band)

Do alto da experiência de quem já acompanhou mais de 700 corridas, o comentarista Reginaldo Leme destaca as últimas mudanças.

“Há muitos anos, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e os organizadores de grandes prêmios procuram encontrar uma forma de equilibrar as forças entre as equipes. Várias normas foram mudadas, inclusive para facilitar a ultrapassagem, tornando a competição mais interessante, mas nenhuma mudança drástica havia ocorrido nos últimos 35 anos como esta que está acontecendo agora. Com as novas regras e os carros novos, é como se começassem tudo do zero e acredito que agora encontraram o caminho. Tanto é que nos testes foi possível ver Ferrari e McLaren andando bem mais perto das equipes da frente, que são Red Bull e Mercedes”.

Sem Mariana Becker, reportagens ficam a cargo de Felipe Kieling

O jornalista Felipe Kieling

Felipe Kieling será o responsável pelas reportagens in loco nas primeiras etapas, enquanto Mariana Becker se recupera de uma cirurgia no tornozelo.

“É uma responsabilidade enorme poder trabalhar na principal categoria do automobilismo. É um sonho sendo realizado, então dá um frio enorme na barriga. Por outro lado, eu me cobro muito mais para poder tentar manter o mesmo nível. A Mariana deixou a barra da cobertura lá em cima. Estou super feliz com essa oportunidade, mas torcendo por uma rápida recuperação dela”, entrega o correspondente.

Antes da temporada passada, a Band havia transmitido o mundial pela última vez em 1980. Após 41 anos, o evento voltou para a emissora. O grid das marcas principais terá Claro, Heineken, Ipiranga, Renault e Santander, todas com cotas master.

“A F1 elevou nosso patamar de audiência. Teremos oportunidades de exposição incríveis para as marcas ao longo das 23 corridas que vão reunir uma das mais talentosas gerações de pilotos”, avalia Cris Moreira, diretor geral de Comercialização do Grupo Bandeirantes.

Além da exibição das corridas, haverá uma cobertura extensa com conteúdo jornalístico em todas as plataformas de comunicação do canal. Nos últimos meses, com a estreia do Faustão na Band e a contratação de Adriana Araújo para um novo telejornal vespertino, além da manutenção dos direitos sobre a Fórmula 1, a emissora tem demonstrado que não desistiu da briga pela audiência.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....