TV Senado dispara no YouTube com a CPI da Pandemia

Canal da casa do Legislativo aumentou em 20% o número de seguidores e explodiu em visualizações

Publicado em 1/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em dois meses de CPI da Covid no Senado, a TV Senado, um dos canais do poder público obrigatórios na TV por assinatura, viu multiplicar sua audiência por meio da transmissão também pelo YouTube. O streaming do canal ao vivo, com toda sua programação e as sessões da casa, atraiu em média 586 mil visualizações por dia.

Houve desde 27 de abril, data de início da CPI, também um salto de 20% entre os seguidores, que agora chegam a quase 900 mil. A CPI gerou 34 milhões de visualizações no canal no período.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entre os vídeos mais assistidos, o campeão desta CPI foi o do dia 25 de junho, uma sexta-feira, quando o deputado Luís Miranda (DEM/DF) e o irmão dele, o servidor público Luís Ricardo Miranda, do Ministério da Saúde, falaram dia e noite sobre a denúncia do contrato da vacina indiana Covaxin. Foram 1.184 milhão de views na data.

Em segundo lugar no Top 5, está o vídeo com o general Eduardo Pazuello, ex-ministro da Saúde (dia 19/05), com 1.162 milhão, seguido também por outro depoimento do general Pazuello no dia seguinte (20/05), com 847 mil views. Os dados foram fechados em 28 de junho.

O vídeo em que o relator da CPI (Renan Calheiros/AL) ameaçou pedir a prisão do ministro da Cidadania, Ônix Lorenzoni (24/06), vem a seguir, com 753 mil views. Fechando o ranking, está  vídeo com Mayra Pinheiro, secretária do Ministério da Saúde (25/05), com  694 mil views.

O vídeo menos visto foi o do senador Humberto Costa (PT/PE) falando sobre a comissão (17/06), com pouco mais de 3,3 mil views.

Emissoras

No entanto, em termos de alcance a TV Senado atinge muito mais gente. Por não ser uma rede comercial, o canal de televisão não contrata medição do Kantar Ibope. Mas suas transmissões estão sendo replicadas pelas grandes redes de TV aberta e também pelos canais de notícias da TV por assinatura, muitos deles transmitindo as sessões da CPI, na sua maior parte na íntegra.

CNN Brasil, Band (inclui Bandnews), TV Globo (inclui Globonews) e TV Record (inclui Record News) recebem o sinal a TV Senado via fibra. O serviço é prestado às emissoras de TV com custos de implantação da infraestrutura da própria solicitante. 

A TV Senado acabou de completar 25 anos e é um dos canais públicos obrigatórios para carregamento nas operadoras de TV por assinatura — assim como a TV Câmara, TV Justiça, entre outros. Aberto e gratuito, o sinal também está disponível no satélite para quem tem antena parabólica e chega a muitos domicílios via TV terrestre por meio de retransmissoras do canal UHF ou em parceiras com redes públicas locais.

Em 2001, a TV Senado ganhou o troféu APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes de Televisão na categoria Utilidade Pública.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio