Em tempos de pandemia, emissoras abertas driblam dificuldades com criatividade

Emissoras apostam em entrevistas por skype e reprises históricas

Publicado há 4 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A pandemia de coronavírus, que levou a OMS a recomendar o isolamento social em todo o mundo, afetou vários setores da sociedade. E não foi diferente com a televisão. Tomando a precaução de evitar aglomerações, os canais cancelaram diversas produções. Porém, a TV aberta não abriu mão de parte de sua programação ao vivo, e passou a adotar medidas criativas para respeitar o isolamento sem colocar seus artistas em risco.

O jornalismo se tornou a grande arma dos canais abertos neste momento, e a cobertura continua a todo o vapor, com as devidas medidas de segurança. Mas o entretenimento, de uma maneira geral, acabou sendo bastante afetado. Porém, emissoras como a Band optaram por se adaptar ao momento sem deixar de oferecer conteúdo ao seu público. O canal dos Saad vem apostando em apresentadores ao vivo de suas casas, e a medida vem funcionando muito bem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com uma equipe enxuta, o Melhor da Tarde vem sendo exibido direto da casa de sua apresentadora, Cátia Fonseca. Com menos recursos, mas muitas conversas via skype, o vespertino segue sua vida com entrevistas, receitas e notícias dos famosos. Assim, o Melhor da Tarde vem conseguindo manter seu conteúdo tradicional, mas experimentando outras formas de fazê-lo. E vem funcionando bem. Enquanto isso, Silvia Poppovic também faz uso deste expediente em suas funções no matinal Aqui na Band.

Nostalgia

Porém, nem todas as produções conseguiram manter seus conteúdos baseados em teleconferências. Por isso, a solução proposta foi apostar na nostalgia do público. O Domingão do Faustão, na Globo, reprisou uma participação histórica do grupo Mamonas Assassinas, fazendo o público recordar de um tempo bom. Já o Altas Horas tem reapresentado edições especiais neste momento em que os auditórios estão vetados.

Apesar da boa seleção de repetecos, é uma pena que a Globo ainda não tenha se rendido a soluções como a da Band. Seria interessante ver Fausto Silva ou Serginho Groismann abusando do skype em seus programas. Já pensou?

Jornalismo

Aliás, o skype ou outras formas de comunicação em vídeo têm sido a grande solução também para o jornalismo. As emissoras estão com menos pudores ao exibir imagens de celular ou webcam, de qualidade inferior, em nome da informação. Neste contexto, boa parte dos entrevistados são consultados em suas próprias casas. E há até casos de repórteres gravando passagens ou até mesmo entrando ao vivo direto de suas casas. Funciona.

Ou seja, este momento de crise está mostrando às emissoras de TV outras formas de se oferecer conteúdo ao público. Assim, é bem possível que, mesmo depois que este período passar, as produções sigam apostando em formas diferentes de produzir. Afinal, está bastante claro que o público não se importa com o jeito de improviso, desde que o material seja interessante.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais