Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
veterana

Antiga Madeleine de Pantanal celebra 80 anos com projeto especial: “Sou uma mulher livre”

Atriz premiadíssima, Ítala Nandi não pensa em parar de trabalhar

Publicado em 25/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Com trajetória marcante no cinema, no teatro e na televisão, a atriz Ítala Nandi dá start à comemoração de seus 80 anos de idade com um novo trabalho bem especial.

Entre os dias 26 e 31 de maio ela apresenta o solo performático “Paixão Viva”, escrito por Ítala em parceria com o cineasta Evaldo Mocarzel, que também a dirige.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O nome de Ítala Nandi está em voga atualmente por todas as lembranças de sua icônica atuação como Madeleine na primeira versão de Pantanal, exibida em 1990 na Rede Manchete.

Ítala Nandi e Karine Teles, a Madeleine de 1990 e a de 2022

Uma artista incansável

Uma das cofundadoras do Teatro Oficina – ao lado de Zé Celso Martinez Corrêa e Renato Borghi -, Ítala foi musa do cinema nacional por duas décadas, protagonista do primeiro nu feminino do teatro brasileiro e intérprete de outras memoráveis personagens no palco e na TV.

“Sou uma mulher livre. Vivo de arte desde que me entendo por gente. Sejamos realistas, queiramos o impossível. Esse é meu lema. Nunca tive preconceitos, sou fiel a mim e tenho o coração voltado para o amor”, ressalta Ítala.

Concebida para uma potente apresentação, “Paixão Viva” revisita personagens, criando diálogos imaginários com pessoas que influenciaram profundamente a vida e arte de Ítala, sem fronteiras definidas. Nesta narrativa, a artista transita entre passado, presente e futuro. Em seu corpo cenas são projetadas e também, em primeiro plano, um diálogo com a câmera e o espectador.

Ítala Nandi com o cineasta Evaldo Mocarzel

O monólogo faz parte do Festival Palco Giratório, do Sesc RS, e será encenado nos dia 26 e 27, em Porto Alegre; 29, em Caxias do Sul, e 31, em Gravataí. Gaúcha, a atriz retorna às suas origens e se apresenta exatamente às vésperas de completar 80 anos no dia 4 de junho. O projeto lança luz na luminosa carreira da atriz e escritora.

Além da Pantanal de 1990, Ítala participou de outras grandes novelas, como O Direito de Amar e Que Rei Sou Eu?, em anos anteriores. A atriz também já lançou quatro livros, entre eles, os celebrados “Teatro Oficina, Onde a Arte Não Dormia” (Ed.Nova Fronteira) e “Milagres” (Ed. Pimenta Malagueta), de contos.

Leia outros textos desta colunista.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....