Daniela Filomeno vai para Bordeaux na primeira série internacional do CNN Viagem e Gastronomia

A apresentadora explica que faz uma curadoria de experiências que de fato faria "por trás da tela"

Publicado em 24/11/2021 19:20
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amigos da Coluna “Por Trás da Tela”. Hoje eu estou feliz porque vou falar de uma das minhas paixões (comida e vinho). Eu já conversei com o Ronnie Von aqui na Coluna e hoje recebo uma expert no assunto: Daniela Filomeno. Ela comanda o programa “CNN Viagem e Gastronomia” e vai até Bordeaux, França.

Dani, muito feliz com a sua visita. Muito obrigado.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

1 – Antes de abordar os assuntos em pauta, gostaria de saber como foi a ideia de comandar o programa veiculado na CNN.

É uma honra comandar o CNN Viagem e Gastronomia. Desde muito jovem já era apaixonada por viajar. Minha família sempre priorizou viagens para estar em família, conhecer novas culturas, ter experiências que pudessem nos enriquecer como pessoas. Comecei a trabalhar muito cedo já com foco de juntar o meu dinheiro para poder desbravar o mundo. Viajar não é cumprir apenas lista dos pontos turísticos e sim viver na essência e com intensidade a experiência local, costumes, gastronomia de cada canto.

Poder trabalhar com o que eu mais amo e compartilhar todos esses momentos especiais com uma audiência incrível é realmente um privilégio.

2 – Me fala um pouco da série especial que você fará em Bordeaux, considerada a capital do vinho e, claro, da gastronomia?

Fico muito feliz em realizar a primeira viagem internacional do programa. Com a abertura das fronteiras, e respeitando todos os protocolos de saúde para a Covid-19, embarcamos para uma verdadeira imersão em uma região emblemática dos vinhos.

Em programas anteriores mostramos vinhos brasileiros e decidimos fazer um contraponto com Bordeaux, uma cidade francesa conhecida por ser a capital mundial do vinho, e seus vinhedos.

Ao longo de mais de 20 dias pelo território francês, pude visitar restaurantes, museus, vinícolas, cidades históricas, além de conhecer personagens incríveis que me ajudaram a mostrar as riquezas e os vinhedos da região. Além das pessoas que estão por trás do vinho. Afinal, não estamos falando só de uma bebida e sim de história, cultura, tradição e um mercado que sustenta muitas famílias.

3 – Eu adoro os temas viagem, cultura e gastronomia. Mas eu vivo a experiência como turista e quando trabalho como jornalista abordo um assunto em especifico, um segmento. Eu imagino que deva ser ótimo fazer o programa, apesar de trabalhoso. Como a coluna se chama “Por Trás da Tela”, me conta um pouco da logística, ou seja: como é o processo de produção, roteiro, filmagens, apresentação? Quantas pessoas na equipe para te ajudar com o programa?

Mais do que um desafio, gravar durante a pandemia exige muito cuidado, respeito e protocolo. Seguir as regras à risca e preservar a equipe. Nós aguardamos o melhor momento e também quando a equipe estivesse confiante para realizar uma viagem internacional. Seguimos todos os protocolos, fomos até mais rígidos do que os protocolos para garantir a segurança de todos.

Para essa série de Bordeaux, tivemos uma equipe multidisciplinar de apenas quatro pessoas (conta do comigo) para cobrir a viagem.

Mais do que um roteiro programado, foi uma viagem em que desbravamos muitas coisas que foram aparecendo, como é em uma viagem. Conciliando com momentos espontâneos, onde saímos para “bater perna” com a câmera. Meu objetivo foi mostrar a nossa experiência, sem nada muito roteirizado.

4 – Dani, eu já estive em restaurantes que valeu cada centavo e posso falar também do vinho. E outros que eu me perguntei: “O que faço aqui?”. Eu também fico bravo quando o vinho não corresponde as minhas expectativas… Como você faz para lidar com a frustração? Até levando em consideração o fato de você ter experiência no assunto e ter que divulgar a notícia.

A minha relação com a gastronomia é de amor, uma paixão que começou desde pequena. Degustar vai além do prazer de comer algo saboroso. Envolve, também, descobrir histórias de vida, sempre adquirindo cultura e conhecimento. Assim como em qualquer outro trabalho, temos que lidar com altos e baixos e experiências melhores que outras. Uma expectativa alta que não foi atingida é também um aprendizado, com certeza. Como experimento de tudo, sempre tem coisa que a gente se decepciona, mas também muitas boas descobertas.

O importante é sempre ser transparente em relação às experiências. Faço uma curadoria de experiências que eu realmente faria fora do programa.

5 – Depois do programa na França você pretende visitar outros países que nos remetam a boa comida, cultura e gastronomia?

Com certeza! Me considero uma caçadora de novas viagens! Cada lugar tem uma peculiaridade, uma história e um sabor diferente.  Quem viaja expande horizontes, conhece novas pessoas e culturas. Em viagens saímos da zona de conforto da nossa casa, trabalho e rotina, vivendo experiências promovem aprendizados para toda a vida.

6 – Dani, dizem que há muito marketing ao redor de comida e vinho. As pessoas vão mais pelo nome do que pelo produto. Você concorda?

Os rótulos e reputações no mundo da gastronomia são relevantes e nos ajudam nas escolhas. Mas não podemos esquecer das histórias por trás de cada comida e vinho. Cada prato carrega com si uma riqueza cultural diferente. O que mais amo nesse mundo é desvendar particularidades do que provo e, principalmente, descobrir novidades que estão fora dos roteiros mais tradicionais.

7 – Vamos encerrar a Coluna evocando mais uma vez o nome: “Por Trás da Tela”. Quando você não está na tela do computador, tablet, televisão, celular, o que gosta de fazer?

Viajar e comer! Acredito que vivemos em um mundo muito acelerado, onde as informações transitam em uma velocidade jamais sentida. Esse cenário mudou nossas a relações com os lugares e alterou nossos hábitos culturais. Estar próximo à natureza com a minha família é algo que priorizo na vida fora das telas. Tenho dois filhos pequenos e gosto de curtir eles em família nos momentos livres, com tempo de qualidade.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio