Autora da Globo repudia fim de Malhação e apoia campanha na internet: “Não pode acabar!”

Chefões da emissora estão no meio de um impasse, sem saber se continuam com a produção

Publicado em 27/8/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os boatos a cerca do possível fim de Malhação, na TV Globo, após mais de 25 anos de existência, tem movimentado a classe artística nos últimos dias. Patrícia Moretzsohn, colaboradora da primeira temporada e autora principal de outras do seriado teen, que anualmente projeta dezenas de novos profissionais ao mercado, expressou indignação com a notícia.

Em seu perfil no Instagram, ela, que também é responsável pela adaptação de Floribella no Brasil, se uniu ao movimento criado pelo principal grupo fãs da produção global, com o uso da hashtag #MalhaçãoNãoPodeAcabar, que também apresentou motivos pelos quais seria um equívoco o fim da atração na grade da emissora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

São eles: ser o único programa destinado aos jovens na Globo; renovação anual; liderança absoluta em audiência e reconhecimento internacional foram listados na publicação apoiada pela famosa autora.

No ar desde 1995, Malhação pode deixar de vez a programação da TV Globo. Chefões da emissora estão no meio de um impasse, sem saber se continuam com a produção ou se apostam num novo formato para ocupar o horário do enredo teen.

De acordo com o jornalista Gabriel Vaquer, do Notícias da TV, Ricardo Waddington, diretor de Entretenimento da platinada, é o principal defensor que a produção deve ser sendo realizada. O profissional aponta que a atração ainda tem força e atrai anunciantes.

Um estudo mostrou que o enredo costuma dar a mesma audiência que as reprises do Vale a Pena Ver de Novo e em algumas ocasiões até menos, o que causa dor de cabeça para o enredo das 18h, que precisa pontuar bem para ir alavancando os formatos que são veiculados depois.

Diretor de programação da Globo, Amauri Sores é um dos que quer encerrar o enredo. Existe a possibilidade de um programa focado no público jovem e ao vivo para assumir a faixa. Um segundo horário de reprises também está sendo cogitado.

SIGA ESTE COLUNISTA NAS REDES SOCIAIS: INSTAGRAM E TWITTER

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio