Segundo Sol: Mesmo com Remy vivo, Luzia é condenada e vai parar na cadeia

Publicidade

Nos próximos capítulos de Segundo Sol, Luzia (Giovanna Antonelli) será julgada pela morte de Remy (Vladimir Brichta), mesmo alegando ter visto o irmão de Beto Falcão (Emílio Dantas) na rua.

Leia: Últimos capítulos de Segundo Sol: Karola e Remy se unem contra Laureta

“Hoje, neste tribunal, vamos confirmar que a ré, senhora Luzia Batista, matou a facadas o senhor Remy Falcão, tendo sido flagrada pelo irmão da vítima, Beto Falcão, e em seguida fugiu do local do crime. Vou inclusive demonstrar que Luzia foi equivocadamente inocentada no segundo julgamento pela morte de seu ex-marido, senhor Edilei dos Santos (Paulo Borges)”, dirá o promotor.

Continua depois da publicidade

Saiba mais: Segundo Sol: Rosa tenta armar emboscada para Laureta, mas acaba presa em cativeiro

A saber, ao prestar o seu depoimento, o cantor de axé garantirá que o irmão está vivo. “Luzia não esfaqueou, não matou Remy. E eu sou irmão de Remy, o senhor acha que eu não ia querer a punição de quem tivesse matado meu irmão? A farsa está do outro lado, promotor, daqueles que querem prejudicar Luzia, inclusive Karola (Deborah Secco), sim, as mesmas pessoas que perseguem ela desde o outro crime, quando compraram uma testemunha falsa. Luzia não pode ser presa, é uma injustiça, ela não matou ninguém, Remy está vivo”, falará o músico.

Provas

Contudo, o promotor resolverá então mostrar as provas contra a DJ. “Nós temos a arma do crime, temos o corpo, o laudo da necropsia, o registro da cremação, temos o depoimento, nos autos do processo, do próprio Beto Falcão de que encontrou a ré no quarto da pensão Relax, com a faca na mão, ao lado do corpo esfaqueado da vítima, de Remy, e o relato de Beto de que a ré fugiu sob seus olhos! O que mais precisamos pra condenar Luzia Batista? Esta mulher é uma assassina, uma ameaça à sociedade, vamos liberar ela pra que ela volte a matar, pra que faça sua terceira vítima?”, dirá surpreendentemente o profissional.

Condenada

Entretanto, depois de um tempo de recesso, a juíza revelará a sentença. “A ré Luzia Batista, acusada do assassinato do Remy Falcão, foi considerada, por este tribunal, culpada. Feitas as devidas considerações e reiterando que o Tribunal do Júri reconheceu a ré Luzia Batista culpada, declaro, por sentença, a pena de reclusão por homicídio doloso fixada em seis anos devendo ser cumprida no presídio”, anunciará. “Isso é muito injusto, eu sou inocente, eu não matei ninguém”, gritará Luzia, desesperada.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade