Segundo Sol: Karola confronta Severo sobre ele ser seu pai

Karola (Deborah Secco) tentará salvar a vida do pai em Segundo Sol
Publicidade

Em Segundo Sol, na Globo, Karola (Deborah Secco) descobriu que Severo (Odilon Wagner) é seu pai. Ela, agora, vai querer entender por que foi abandonada ainda criança. Ela questionará ele sobre o passado e ele, claro, se sentirá acuado e revelará o local onde Laureta (Adriana Esteves), mãe da ex de Beto (Emílio Dantas), está escondida. Confira.

“Sempre ouvi falar da famosa mansão dos Athayde, mas nunca imaginei que fosse assim tão suntuosa… Belíssima sua casa, Doutor Severo, o senhor tem muito bom gosto…”, dirá Karola. “Muito obrigado…”, falará Severo.

Veja também: Com sangue nos olhos, Laureta atira em Ícaro e Valentim, em Segundo Sol, na Globo

Continua depois da publicidade

“Quer dizer que nessa casa aqui que eu devia ter sido criada? Mas não, vivi num muquifo, pensando que era filha de chocadeira… dormia numa caminha, com colchão duro, de palha, aprendi a rezar, me ajoelhar toda noite e pedir pra papai do céu que me desse uma família… e você aqui, com sua família, meus irmãos, vivendo nessa mansão. Eu podia ter tido irmãos pra brincar nessa piscina, né, comer comida boa, uma família no Natal… Eu não sei quem é pior, se é você ou se é ela, minha mãe… Laureta”.

Ainda nesta cena de Segundo Sol

“O que é que você quer comigo? Por favor, diga logo…”. “O que é que tinha de tão errado assim comigo, hein, meu pai, pro senhor ter me abandonado?”. “Eu só queria que o senhor me explicasse o que é que havia de tão errado comigo pra que o senhor e minha mãe… a Laureta, os dois tenham me abandonado, se livrado de mim como se eu fosse um cachorro vira-lata?”.

“Eu não sei do que você está falando, acho que você está delirando, moça… Não sei o que aquela vagabunda inventou pra você”. “Não adianta negar, Severo! Não se dê a esse trabalho. Irmã Felipa já confirmou que você é meu pai. Se eu quiser, faço um exame de DNA”. “O que que você quer de mim a essa altura? Eu sou um homem falido, isso é público e notório…”.

“Eu não vim aqui atrás do seu dinheiro. Vou fazer a pergunta de novo! Só quero que você me explique o que é que tinha de tão errado comigo pra ter sido abandonada? Eu era tão feia assim? Eu chorava o tempo todo?”. “Você era um lindo bebê, chorava muito pouquinho. Uma criancinha adorável…”. “Então, por quê?”.

E mais!

“Eu era jovem e casado quando tudo aconteceu com sua mãe, já tinha filho, era uma família tradicional, era uma outra época, você precisa entender. Eu fiz o que eu pude. Sempre ajudei sua mãe…”. “Ajudou minha mãe a montar o bordel em que ela empregou a própria filha, essa é boa!”.

“Eu me arrependo de ter me aproximado da sua mãe, ela se transformou num pesadelo na minha vida, sempre me chantageando”. “Te chantageando comigo, claro! Eu era a carta na manga dela! Desde sempre eu fui um estorvo pra você, não é? Aposto que você queria ter abortado, ela que não quis…”.

“O que é que você quer que eu diga? Quer que eu te peça perdão?”. “Não. Não precisa. Eu também sou uma pessoa torta, não sou digna do perdão de ninguém. Eu sei que você não vai me convidar pra entrar no seu palacete, nem vai me apresentar como filha pra sua família tão digna, de sobrenome famoso… Mas eu quero uma coisa de você. Quero saber onde está Laureta, você sabe onde ela se escondeu, vocês sempre foram ligados, mesmo que pelo ódio… se não me contar, eu saio por essa casa gritando pra todo mundo ouvir que sou sua filha! Que você fez uma filha numa menina, que me escondeu a vida toda por vergonha do que fez, porque o que você fez é crime, é o crime mais grave que você já cometeu”.

“Em Itaparica. Laureta tá escondida na Ilha de Itaparica, procure pela casa dos Athayde, todos conhecem…”. “Adeus, Severo Athayde. Até nunca mais!”, concluirá Karola.

Publicidade
© 2021 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade