Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Vinheta da Globo

Justiça nega pedido de indenização para compositor que tenta provar ser criador do “plim-plim”

Ação foi apresentada em 2013

Publicado em 05/08/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Desembargadores da 15ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro negaram o pedido de indenização do compositor Luiz Paulo Bello Simas feito à Globo. As informações foram divulgadas pela colunista Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo

Em 2013, Bello Simas entrou com uma ação por danos morais contra a emissora, alegando que não recebeu reconhecimento e remuneração adequado autoral do efeito sonoro “plim-plim”, clássicos das vinhetas do canal.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Os magistrados do TJ do Rio mantiveram a sentença que já havia negado ao compositor a indenização. Eles entenderam que o artista não conseguiu provar autoria intelectual do “plim-plim”.

E por falar nisso, em 2016, a emissora perdeu um recurso para tentar registrar a marca na Europa. O Instituto da Propriedade Intelectual da União Europeia informou que o som não tem “qualquer caráter distintivo” e que se trata de algo “banal e trivial”.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....