Há 35 anos, Globo exibia o único remake em horário nobre de sua história até aqui: Selva de Pedra

Novela de Janete Clair foi escolhida para substituir o fenômeno Roque Santeiro em 1986

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em 24 de fevereiro de 1986, a TV Globo exibiu o primeiro capítulo de Selva de Pedra, novela de Janete Clair. Grande sucesso em 1972, a história foi escolhida para ocupar pela segunda vez a faixa das 20h, desta vez para substituir outro grande sucesso: Roque Santeiro, de Dias Gomes com Aguinaldo Silva.

Fenômeno de repercussão como nem sempre se vê, a história de Sinhozinho Malta (Lima Duarte) e Viúva Porcina (Regina Duarte) e todos os habitantes de Asa Branca marcou a televisão de tal forma que somente outro arrasa-quarteirão, de preferência de eficácia comprovada, era enxergado como capaz de manter a audiência em bons níveis.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Regina Braga e Eloy Araújo foram os escritores designados para adaptar a história de Janete aos anos 1980, e Walter Avancini, que conduziu cerca de metade da versão original, foi acionado para implantar o remake, dirigindo os primeiros 20 capítulos.

Cristiano (Tony Ramos) e Simone/Rosana (Fernanda Torres) em Selva de Pedra (Divulgação/TV Globo)

Repaginada e agora em cores, a história do jovem Cristiano Vilhena (Tony Ramos) em sua luta por reconhecimento e ascensão social, nem que para isso tenha que sacrificar o amor verdadeiro de Simone Marques (Fernanda Torres), uma escultora que busca o sucesso, cativou novamente o grande público, apesar dos pesares.

Quatro diretores, um elenco que tinha a cara de um diretor que saiu logo do projeto, dificuldades de trabalho dos adaptadores e expectativas altas em torno da novela, tanto por contar a história que contava, muito conhecida da audiência, como por substituir um sucesso avassalador: vários motivos competiram para que o remake de Selva de Pedra tivesse problemas.

Ainda assim, a novela inicialmente criticada acabou por celebrar números acima de 80% de ibope em seu decorrer, e ganhou fama de mal-sucedida, em parte, por não ter sido reprisada durante mais de 30 anos. O TBT da TV do Observatório da TV desta semana fala sobre essa segunda Selva. Confira o vídeo!

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio