Big Brother Brasil; relembre a primeira edição do programa no TBT da TV da semana

Publicado há 9 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na próxima terça-feira (21), a TV Globo vai estrear a vigésima edição do Big Brother Brasil. Não, você não leu errado. Será o BBB20, que promete novidades ao mesmo tempo que deve relembrar elementos e mesmo participantes de edições anteriores. O #TBTDaTV desta semana relembra a primeira edição de todas, exibida no começo de 2002.

No meio do caminho do Big Brother Brasil tinha uma Casa dos Artistas

Quando foi divulgada a notícia de que a Globo havia adquirido os direitos do formato do Big Brother, um reality show criado em 1999 e que até ali já havia sido produzido por emissoras de mais de 20 países, o SBT saiu na frente e lançou ainda em 2001 a Casa dos Artistas. O formato era basicamente o mesmo que os telespectadores passariam a acompanhar a partir de janeiro de 2002. Com efeito, a maior diferença estava na composição do cast. Na Casa dos Artistas apenas eram confinadas celebridades, ao passo que o Big Brother Brasil contaria apenas com anônimos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma vez que havia adquirido os direitos sobre o formato, já que o próprio Silvio Santos não havia se interessado muito, a Globo processou o SBT por plágio, e desejava impedir a exibição da Casa dos Artistas. Isso mesmo depois que o programa concorrente estreou. Todavia, o Homem do Baú levou a melhor e não precisou cancelar a temporada de sua atração antes da hora.

Quem participou do programa na primeira edição

Os 12 participantes da primeira edição do BBB foram, por ordem de eliminação: o modelo Caetano, a dançarina Cristiane (ou Xaiane), o também modelo Bruno, Cristiana, a atriz e dançarina Helena, o professor Adriano, Estela, Alessandra (Leka), o cabeleireiro Sérgio, o cantor André, a modelo Vanessa e o dançarino Kleber.

Para construir a casa do Big Brother Brasil, centenas de profissionais

Cerca de 500 pessoas estiveram diretamente envolvidas na construção daquela que viria a ser a casa mais vigiada do Brasil. O imóvel da primeira edição do programa tinha 450m², e foi construído num terreno de 1.200m². Para erguer a casa e prepará-la para a estreia foram necessários 55 dias. Nela foram instalados 60 microfones e 36 câmeras, isso além dos microfones que cada um dos 12 participantes era obrigado a carregar sempre consigo a fim de que o público ouvisse tudo que dissessem. Chico Anysio, Jô Soares, Tom Cavalcante e Xuxa visitaram os brothers durante o confinamento, e sua presença na casa foi devidamente registrada, não raro ao vivo, em programas da casa como Domingão do Faustão e Fantástico.

A apresentadora que deixou de ser

Pedro Bial apresentou não apenas a primeira edição do BBB, como também as 16 seguintes. No entanto, a primeira delas teve o ex-correspondente internacional e antigo apresentador do Fantástico acompanhado da atriz Marisa Orth. Na ocasião, a saber, Marisa era recém-saída do humorístico Sai de Baixo, que foi ao ar nas noites de domingo de 1996 a 2002.

A presença de Marisa Orth à frente de um programa como o Big Brother Brasil causou algum estranhamento. Assim como sua postura pouco natural, no desafio de apresentar um programa sem integrar seu elenco, para a própria atriz foi algo bastante diferente, para dizer o mínimo. Por ocasião da primeira eliminação da edição inaugural do BBB, Marisa cometeu uma gafe. Antes que a informação se tornasse oficial, ela revelou ao vivo para o público que o indicado pelos participantes do programa para a ‘berlinda’, como se chamava o futuro ‘paredão’, era Caetano. Só que isso não havia sido ainda dito aos espectadores, nem para o próprio Caetano. Marisa passou a se ‘encontrar’ com os brothers às sextas-feiras, para conversar, por meio do telão instalado na sala da casa. Sua presença diminuiu drasticamente, e ela nunca mais voltou a integrar o time do reality.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais