Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
ÚLTIMA TEMPORADA

Por essa você não esperava! Better Call Saul exibe morte chocante

Spin-off de Breaking Bad deixa uma gancho daqueles antes de entrar em uma breve pausa

Publicado em 24/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A sexta e última temporada de Better Call Saul entrou em breve pausa deixando uma morte chocante para trás. No sétimo episódio, já disponível na Netflix, o spin-off de Breaking Bad (2008-2013) encerrou a jornada de um personagem que estava na série desde o primeiro capítulo. Foi a segunda grande morte da trama nessa leva de despedida.

[Atenção: spoilers a seguir]
Em cena impactante, tanto para os espectadores quanto para os personagens envolvidos, o advogado Howard Hamlin (Patrick Fabian) foi assassinado a sangue frio por Lalo Salamanca (Tony Dalton). Usando uma pistola com silenciador, o criminoso explodiu os miolos de Howard com um disparo à queima-roupa bem na cabeça.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

As consequências disso só serão conhecidas na volta dos episódios inéditos de Better Call Saul, a partir de 12 de julho.

O ator Patrick Fabian em Better Call Saul

Morte inesperada

Qualquer personagem de série spin-off, principalmente se for de drama e que não esteja na atração mãe, corre risco de morte sem mais nem menos, por motivos óbvios. Porém, havia aquela esperança de Howard superar tal sina e terminar Better Call Saul são e salvo. Mas azarado que só, ele personificou a expressão “estar no lugar errado e na hora errada.”

Howard ganhou dimensão inédita nesta última temporada. Até então, o personagem dele era mais reativo. O advogado engomadinho esteve no centro da história central desses sete primeiros episódios, tratado como protagonista.

Ele travou uma batalha de pegadinhas com Jimmy McGill/Saul Goodman (Bob Odenkirk), que teve ajuda da mulher, a também advogada Kim Wexler (Rhea Seehorn), antiga colega de firma de Howard. Tudo girou em torno de um processo no qual Howard e Jimmy tinham interesses pessoais acima dos clientes representados.

Após ser alvo de várias ciladas armadas por Jimmy, Howard entregou os pontos. Ele reconheceu a derrota depois de se ver forçado a entrar em acordo, ao contrário do que desejava, que era arrastar o processo ou ir a julgamento. Então, entrou o “lugar errado” da situação, quando ele decidiu visitar o casal rival.

Dentro do apartamento de Jimmy e Kim, Howard dissertou um monólogo que nunca tinha tido em Better Call Saul. Ele desabafou querendo entender as razões de os dois se dedicaram tanto para humilhá-lo, como fazê-lo parecer drogado, alucinado e violento. Antes de obter uma resposta satisfatória, veio a “hora errada”.

Para a surpresa de Jimmy, Lalo Salamanca apareceu vivinho da silva no apartamento (Kim sabia do paradeiro do gângster, mas não contou ao parceiro). Não era para Howard estar ali, afinal Lalo só queria conversar com o advogado dele, Jimmy, pois está fugindo de Gus Fring (Giancarlo Esposito) e companhia.

Com frieza calculista, Lalo analisou a situação e só viu uma saída. Pegou a arma, acoplou um silenciador nela e matou Howard. Lalo não poderia se arriscar de ter alguém solto por aí sabendo que ele está vivo. Jimmy e Kim ficaram chocados ao verem o assassinato sem hesitação. 

Essa foi a última cena do episódio. Agora, só em julho para saber onde isso vai dar. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....