Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
BALANÇO

De Dinastia a Legacies: 7 séries que correm risco de cancelamento

Emissora americanas definem neste mês o destino de atrações que estão com a corda no pescoço

Publicado em 03/05/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

O mês de maio marca o término da temporada 2021-2022 de TV americana. Nos próximos dias, todas as emissoras entram em um balanço e definem o calendário da próxima temporada, a ser apresentado ao mercado publicitário. Agora é a hora de decretar o fim ou renovar as séries presentes no limbo. Sete atrações estão com a corda no pescoço enquanto aguardam a sentença.

Parte da franquia The Vampire Diaries, Legacies é uma das produções que correm risco de cancelamento, assim como Dinastia (ambas da rede The CW). Drama com quatro temporadas na conta, Um Milhão de Coisas enfrenta novamente a ameaça de acabar sem um fim apropriado.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Saiba mais um pouco dessas séries e outras quatro que correm risco de cancelamento na TV aberta americana:

Anos Incríveis

Reboot da série clássica homônima, Anos Incríveis (disponível no Brasil pelo Disney+) não conquistou uma audiência espetacular nos Estados Unidos, onde é atração da ABC. Mas o pouco público que acompanhou a comédia mostrou-se fiel, com os números do ibope permanecendo estáveis desde o primeiro episódio da temporada de estreia, algo bem positivo.

O futuro de Anos Incríveis depende muito do que a ABC vai encomendar dos pilotos (novas séries). Se o volume disso não for tão grande, não surgir do pacote uma atração de mais potencial para entrar no lugar de Anos Incríveis, então o reboot deve continuar no ar.

Call Me Kat

Uma das piores séries da temporada passada, Call Me Kat (HBO Max) ganhou voto de confiança da rede Fox para a atual segunda temporada. A pressão ficou em cima da nova showrunner Alissa Neubauer, ex-produtora da bem-sucedida Mom, contratada para reformular a comédia. Os executivos da Fox gostaram do que viram.

Claro, a expectativa era que Call Me Kat, encabeçada por Mayim Bialik (The Big Bang Theory, Blossom), fosse um baita hit. Não rolou. Como os números de audiência não são tão desastrosos, a terceira leva de episódios é possibilidade a ser considerada.

Mayim Bialik com Kyla Pratt na comédia Call Me Kat

Dinastia

Todo ano a série Dinastia (Netflix) passa pelo limbo na rede The CW. E sempre ganha uma sobrevida pelo mesmo motivo: contrato firmado com a Netflix. Se dependesse só da audiência na TV americana, o reboot do cultuado drama homônimo estaria cancelado há tempos. O fator streaming está em jogo neste instante.

O acordo com a Netflix é o que sustenta Dinastia e gera lucro para os cofres dos estúdios da CBS, produtora e distribuidora. A série vai atingir a marca especial de 100 episódios na atual quinta temporada.

Legacies

Filhote de The Originals, Legacies (Warner, HBO Max) entrega uma quarta temporada decepcionante para a The CW, figurando na parte de baixo no ranking de audiência da TV aberta americana na temporada 2021-2022.

Andando em cima de uma corda, com 50% de chances de cair, Legacies depende do pedigree para sobreviver. Ser parte da franquia The Vampire Diares, cuja base de fãs é bem fiel, tem um peso a favor considerável.

Magnum P.I.

Outra série que flerta constantemente com o cancelamento, Magnum P.I. (Universal TV) chega capenga ao fim da quarta temporada, exibida na próxima sexta-feira (6), na rede rede americana CBS. O ponto positivo para o drama é a audiência fixada no mesmo patamar da terceira leva, argumento de defesa pela renovação que não é de se jogar fora.

The Endgame

Protagonizada pela atriz brasileira Morena Baccarin, The Endgame (inédita no Brasil) veio pegando carona em La Casa de Papel (2017-2021), apresentando uma trama similar sobre uma ladra de mente brilhante, história encorpada com assaltos a bancos e investigação de forças policiais federais. 

O público americano não comprou a ideia. A audiência entre o primeiro episódio e o penúltimo da primeira leva caiu pela metade. A temporada de estreia, provavelmente a derradeira, terminou na última segunda-feira (2), na rede NBC.

Um Milhão de Coisas

A série Um Milhão de Coisas (Globoplay) conhece bem o limbo devido às passagens em anos anteriores. A atual situação, porém, é a mais delicada que a série enfrentou. Há uma probabilidade alta de cancelamento, embora a quarta temporada definitivamente não tenha sido feita para ser o final da trama.

O criador de Um Milhão de Coisas, DJ Nash, foi orientado a não tratar a quarta temporada como a última. Portanto, se vier o cancelamento a história ficará sem fim. O desfecho está definido, ao menos na cabeça do produtor e roteirista chefe. O ideal seria renovar a série para a última temporada, assim poderia ser feito um término digno. ⬩

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....