Compre iPhone SE na Apple a partir de R$ 3.779,10 à vista ou em até 12 vezes. Frete grátis para todo o Brasil
Saiba mais
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
MARCO HISTÓRICO

Baú de segredos de Big Bang Theory, Young Sheldon chega ao episódio 100

Comédia explicou (mas também confundiu) muita coisa dita e encenada na série mãe

Publicado em 30/03/2022
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Comédia líder de audiência em toda a TV americana, Young Sheldon chega ao episódio de número cem na quinta-feira (31). Filhote da premiada The Big Bang Theory (2007-2019), a atração conta os segredos da série mãe e se consolida como uma força; atualmente na quinta temporada, disponível na HBO Max, Young Sheldon está com as próximas duas levas confirmadas.

A série nunca perdeu o gás. Desde o início, havia muito interesse em torno da narrativa ambientada nos anos 1990, pois a proposta era acompanhar a infância de Sheldon, interpretado por Iain Armitage, oportunidade para conhecer a origem de fatos marcantes da vida do gênio nerd, vivido por Jim Parsons na versão adulta.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Young Sheldon conseguiu criar uma vida independente da mãe por se apresentar completamente diferente, tática acertada em cheio. A atração derivada não imitou o mesmo formato de The Big Bang Theory, gravada em estúdio, com claque e várias câmeras. Young Sheldon é feita sem plateia, em sets externos e utilizando a técnica da câmera única.

Outro mérito da comédia foi escalar um elenco excelente. O destaque vai para Iain Armitage, reconhecido por muitos em Hollywood como um dos melhores talentos mirins da atualidade. Nomes ao redor dele merecem aplausos, tipo Zoe Perry (Mary, a mãe de Sheldon), Raegan Revord (Missy, irmã do nerd) e Annie Potts (Connie, a vovó/meemaw).

Olha a palavra bazinga aí!

Nasce Bazinga

Muitas peculiaridades de Sheldon na vida adulta tiveram origem na infância, práticas e manias que ele não abandonou. The Big Bang Theory não explicou muita coisa, de propósito, seja a razão de ter criado o hábito de falar sempre a expressão “bazinga!” ou ter um horário padrão para ir ao banheiro. Young Sheldon assumiu a missão de esclarecer algumas das dúvidas.

Na segunda temporada da comédia filhote, o menino Sheldon se deparou com uma placa com a palavra bazinga destacada, parte de uma expressão engraçada, jocosa. O garoto adotou o termo, passando a ser o bordão dito pelo resto da vida.

O horário de ir ao banheiro a ser obedecido à risca surgiu na infância. Young Sheldon mostrou algumas vezes essas situações embaraçosas e hilárias, tipo quando ele confrontou o pai, George (Lance Barber), sobre estar a par da tabela dos horários que o garoto imprimiu e distribuiu para a família. 

Young Sheldon revelou o motivo de Sheldon falar “coito” ao invés de “sexo”, o amor dele pelas histórias em quadrinhos e trens, a elaboração do primeiro contrato de relacionamento, o apego pela música Soft Kitty (cantada por alguém a ele sempre quando fica doente), a adoração que tem pela avó… e muito mais.

Lance Barber em cena da comédia Young Sheldon

Furos de roteiro

Não só de acertos vive Young Sheldon. A comédia filhote cometeu inúmeros deslizes ao retratar a infância do garoto-prodígio. Em certos momentos, o escorregão foi bastante evidente, chegando a se desconectar da série mãe.   

É possível defender Young Sheldon nesse contexto. The Big Bang Theory teve 279 episódios e por mais que os roteiristas da série derivada sejam profissionais, é justo dar uma colher de chá porque uma coisa ou outra vai passar batido. Mas algumas nada mais são do que descuidos.

Pegue o caso do pai de Sheldon, vivido por Lance Barber. O ator que o interpreta apareceu em The Big Bang Theory na pele de Jimmy Speckerman, valentão que atormentou a vida de Leonard (Johnny Galecki) nos tempos de escola. Nem uma piadinha foi criada para quebrar o gelo desse embaraço.

Ainda sobre George. O Sheldon adulto e a mãe, Mary (Laurie Metcalf), o pintaram como imprestável, totalmente inútil. Acontece que na série derivada, George mostrou-se o contrário disso, um pai dedicado, um marido presente.

Fora isso, o Sheldon criança dividia um quarto com a irmã gêmea (entretanto The Big Bang Theory apresentou que era um dormitório só). O menino sempre colocou a fé na ciência acima de tudo, mas na comédia mãe ele duvidou em alguns momentos até da medicina.

A HBO Max disponibiliza os capítulos inéditos da quinta temporada de Young Sheldon. O capítulo cem, o próximo a entrar na plataforma da Warner, ainda não ganhou data de estreia. ⬩

____

Conheça a página de séries do Observatório da TV

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....