São Sinfrônio em pessoa ajuda Aparício a encontrar os dólares escondidos pelo sogro

Ao se despedir da vida de mordomo, Ariovaldo tem uma última missão na qual deve ajudar o patrão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Sassaricando, novela de Silvio de Abreu reprisada pelo Canal Viva, Aparício Varela (Paulo Autran) fica a um passo de saber onde estão os milhões de dólares escondidos por seu sogro Abud Abdala ajudado pela filha Teodora (Jandira Martini), fruto do golpe dado nos membros do Conselho da Presidência.

No entanto, exatamente quando Teodora vai contar a ele o local em que foram escondidos os dólares, após Aparício prometer que dará 60% do dinheiro a Fedora (Cristina Pereira), o espírito some para todo o sempre, já que Dinalda (Stela Freitas) e Ariovaldo (Marco Miranda) estão na Gruta de São Sinfrônio, fazendo o trabalho indicado pela avó índia (Henriqueta Brieba) da doméstica para fazer Teodora parar de importunar Aparício.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois, Ariovaldo conta o que Dinalda e ele fizeram, quando está se despedindo de Aparício e agradecendo pelo tempo que passou na mansão como mordomo, para quem sabe encontrar o verdadeiro amor, depois de oito casamentos falidos, com uma mulher que gostasse dele pelo que era e não pelo grande patrimônio de sua família, os Almeida Prado.

Desesperado, Aparício pede a Ariovaldo que o leve à tal Gruta de São Sinfrônio, para que ele peça a seu santo de devoção ajuda uma vez mais, traga Teodora de volta e ela termine de lhe contar onde está o dinheiro que escondeu com seu pai. É aí que patrão e empregado têm uma grande surpresa.

Materializado, em carne e osso (em participação especial do diretor-geral de Sassaricando, Cecil Thiré), São Sinfrônio reclama que já trabalhou demais nessa história do espírito de Teodora e que não vai trazê-la de volta, mas sim levar ele mesmo Aparício até o esconderijo da fortuna. E é isso que se dá.

Mais aliviado e com tudo resolvido, Aparício revela ao amigo Ricardo de Pádua (Carlos Zara) onde o velho Abud Abdala e a filha Teodora haviam escondido o dinheiro: transformada em tijolos de ouro, a fortuna compunha a parede que separava a biblioteca e a sala principal da mansão…

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio