Sangue nos olhos

Mulheres de Areia: Zé Pedro ameaça Virgílio com revólver: “Agora o senhor vai morrer!”

Pai de Tônia faz questão de vingar a morte do pequeno Reginho

Publicado em 10/02/2024

A morte de Reginho (Fabrício Bittar) é um crime que Zé Pedro (Carlos Zara) não está disposto a deixar impune. Nos próximos capítulos de Mulheres de Areia, o pai de Tônia (Andrea Beltrão) decidirá cobrar a tragédia com sangue do que considera responsável por ela: Virgílio (Raul Cortez).

Inconformado com a perda do filho caçula, Zé Pedro invade o escritório do ex-marido de Clarita (Susana Vieira) com revólver em punho e o ameaça. “O senhor sabe rezar, doutor Virgílio? Se sabe, é bom começar, porque a sua hora chegou!“, esbraveja o pescador, cego de fúria.

O que é isso, homem? Larga esse revólver…“, pede Virgílio, tentando disfarçar o pânico. “O meu filho tá morto por sua causa… Um menino bom, que não fazia mal pra ninguém… E o senhor tá aí, vivo, judiando todo mundo, perseguindo todo mundo!“, brada Zé Pedro, transbordando ressentimento.

Vamos, doutor Virgílio… Reza uma Ave-Maria, porque agora o senhor vai morrer!“, acrescenta o pai de Tônia. O sucessor de Breno (Daniel Dantas), então, ensaia mudar de tática para sobreviver. “Você acha que eu também não senti a morte desse menino?“, dramatiza.

Tô sofrendo tanto quanto você, rapaz. Eu gostava tanto do Reginho…“, afirma, cínico. Essa atitude acaba mexendo com Zé Pedro – que, pela primeira vez desde que entrou, vacila na intenção de vingar a morte do herdeiro.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade