Sensibilidade Zero

Em Vai na Fé, Theo tenta comprar o amor de Jenifer com presente inusitado, mas atiça ainda mais a ira da filha

Sem noção, o empresário não se conforma com a rejeição da garota e com o carinho que ela tem por Ben

Publicado em 23/05/2023

Se alguém pensava que após levar um tiro e ficar entre a vida e a morte, Theo (Emílio Dantas) iria, finalmente, se transformar em uma pessoa melhor, estava muito enganado. Nos próximos capítulos de Vai na Fé, trama de Rosane Svartman exibida às 19h pela Globo, até Jenifer (Bella Campos), ficará balançada, achando que o pai biológico deixou de ser arrogante e sem noção.

Mas não demora muito e Theo volta a botar as asinhas de fora e despejar suas maldades e soberba por aí. Após ficar alguns dias convalescendo no hospital, o empresário já dá sinais de que nada nele mudou com o susto e o risco de quase morrer, ainda que tenha sido para proteger Lumiar (Carolina Dieckmann).

O empresário sai desse episódio ainda pior, achando que todos devem trata-lo como um grande herói por ter salvado a vida da advogada. Theo começa a se sentir cada vez mais superior e não perde a mania de se comparar com Ben (Samuel de Assis).

Jenifer (Bella Campos) de Vai na Fé
Jenifer (Bella Campos) de Vai na Fé

Obcecado em conquistar Jenifer, e por tabela se aproximar de Sol (Sheron Menezzes), o empresário não mede esforços e tem uma ideia para conquistar o amor da filha que acaba de descobrir.

Certo dia, um carro com um laço de fita para na porta da casa de Sol em Piedade. É um “presentinho” de Theo para Jenifer que fica completamente chocada com a ousadia do pai. Ao invés de conquistar a garota o que o safado consegue, mesmo, é despertar ainda mais a fúria da estudante contra ele. Ainda mais depois que ela soube como foi concebida: através de um abuso sexual praticado por ele contra sua mãe.

Irada, Jenifer não pensa duas vezes e decide devolver o carro que ganhou. Ben e Sol também ficam perplexos e ajudam a menina a mandar o presente de volta para Theo, deixando o empresário morrendo de ódio diante da desfeita.