Aparício fica livre de Teodora graças ao fracasso do plano de Leonardo

O marginal falha mais uma vez, mas com isso dá a Aparício sua sonhada liberdade

Publicado há um mês
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de ser demitido da Tecelagem Abdala por Teodora (Jandira Martini), fora as muitas humilhações de mais de 30 anos de vida em comum, Aparício Varela (Paulo Autran) decidira pedir o divórcio à mulher em Sassaricando.

Todavia, a empresária não concede e expulsa da mansão da família os advogados contratados por Aparício para tratar da questão. Camila (Maitê Proença) tenta animar o tio, de quem gosta muito, mas ele se entristece e cede uma vez mais à autoridade de Teodora.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Só que o que ninguém imagina é que Leonardo Raposo (Diogo Vilela), com quem Fedora (Cristina Pereira) recentemente se casara, pretende matar a mulher para aproveitar sua vultosa herança. Depois do fracasso da eletrocução que quisera fazer com Fedora ao colocar na banheira um secador de cabelo e ligar a energia,ele coloca um novo plano em prática.

Leonardo se vale dos planos de viajar com Fedora para Angra dos Reis para simular um mal-estar e levar com isso a esposa a viajar sem ele. Assim, ele pode fazer com o que o avião exploda e se livrar da filha de Aparício e Teodora para todo o sempre.

No entanto, em meio à confusão surgida do pedido de divórcio do marido, Teodora é que acaba embarcando no avião manipulado, e com isso é a sogra de Leonardo que é vitimada pela explosão e não Fedora. Sem saber, o marginal acaba dando a Aparício a melhor notícia que ele poderia ter a essa altura dos acontecimentos: a de sua viuvez.

Escrita por Silvio de Abreu, Sassaricando foi a sétima novela das 19h da TV Globo que o teve como autor. Exibida originalmente entre novembro de 1987 e junho de 1988, com direção de Cecil Thiré, Lucas Bueno e Miguel Falabella, a produção não era exibida há 30 anos, desde quando foi cartaz do Vale a Pena Ver de Novo – o que ocorreu entre julho de 1990 e janeiro de 1991.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais