Tratamento de Aids no Brasil é destaque no Como Será? 

Publicado há 3 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Tema que ganhou destaque ao longo da semana através do drama da personagem Nanda, interpretada por Julia Dalavia na supersérie ‘Os Dias Eram Assim’, o aparecimento do vírus HIV, causador da Aids, nos anos 1980, foi um divisor de águas no comportamento sexual da época. Hoje em dia, após anos de estudos, a medicina desenvolveu tratamento para a Aids, apesar de a prevenção continuar em primeiro lugar. A quinta reportagem da série ‘SOS SUS’, no ar no ‘Como Será?’ deste sábado, dia 26, mostra como é o tratamento oferecido pelo sistema público para portadores do vírus HIV. O atendimento a este tipo de paciente é referência em todo o mundo. O repórter Rogério Coutinho acompanha as etapas da linha de cuidado, que começa com o teste rápido e diagnóstico, e conversa com um paciente em consulta de rotina na Clínica da Família Sérgio Vieira de Mello, no Rio de Janeiro, um exemplo de como deve ser o tratamento. O município do Rio é, hoje, o primeiro do Brasil em número de Unidades dispensadoras de medicamentos antirretrovirais (UDM), com 79 unidades em 2016.

No estúdio, Sandra Annenberg recebe quatro especialistas para um debate sobre liberdade de expressão. A vice-presidente da comissão de liberdade de imprensa da OAB-SP, Taís Gasparian, o filósofo Pablo Ortellado, o cientista político Fernando Schuler e o psicólogo Cristiano Nabuco conversam sobre o tema, que anda em alta nas rodas de conversa. Calúnia, bullying, injúria, os riscos da falta de liberdade e o excesso de liberdade praticado nas mídias sociais são algumas das questões abordadas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alexandre Henderson desvenda o sentido da expressão ‘viajar na maionese’ no quadro ‘Hoje é dia de…’. Ele entrevista o publicitário e educador Cláudio Thebas, que provoca experiências sensoriais bem humoradas nos pedestres. No Museu da Imaginação, em São Paulo, ele encontra o professor Murilo Gun, que ensina crianças a trabalhar com imaginação; e visita a Inventolândia, onde encontram as invenções mais inesperadas! Por fim, Alexandre conta a história da maionese de verdade e convida um famoso chef a ‘viajar’ na elaboração do cardápio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais