Por Trás das Câmeras

Tadeu Schmidt revela bastidores de sua rotina durante o BBB, diz que “chora de soluçar” e responde se participaria do reality

O apresentador deu detalhes de sua vida nos meses em que comanda o reality global

Publicado em 15/01/2023

Confirmado como apresentador do BBB23, Tadeu Schmidt vai apresentar o reality de maior audiência e rentabilidade da TV Globo pelo segundo ano consecutivo. Empolgado com a jornada que começa nesta segunda-feira (16) com muitas novidades, o jornalista revelou os bastidores de sua rotina durante o programa, como escreve os discursos e responde até se participaria do programa.

No ano passado, Tadeu Schmidt redobrou os cuidados para evitar pegar Covid-19 enquanto o BBB 22 no ar e teve de criar a própria casa de vidro na residência em que mora com a esposa, Ana, e as duas filhas, Valentina e Laura, para que as meninas continuassem a ter sua rotina social.

Já no BBB 23, Tadeu Schmidt diz que vai ficar em um apartamento na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, para ficar mais perto da sede da emissora, o que lhe permite ficar mais livre para manter uma rotina de exercícios e, claro, trabalho.

“É uma imersão. Durmo quando os participantes vão dormir e acordo antes deles. Desperto e ligo a TV no Globoplay para ouvir o que está acontecendo. Como e malho ouvindo os participantes. No ano passado, malhava na varanda de casa. Agora, posso ficar um pouco mais solto. Comprei fones novos que grudam no ouvido pra poder usar a academia do prédio e continuar ouvindo o áudio do BBB”, explicou Tadeu Schmidt ao jornal Extra.

O apresentador do BBB 23 contou ainda como cria os discursos do reality e admite se emociona durante processo: “Escrevo o discurso e repasso com a direção, que sugere coisas. Quando está pronto, ensaio e costumo chorar de soluçar, de voar meleca do nariz. Uma coisa horrorosa. Mas no ao vivo, no ano passado, só chorei na final. Foi o momento de maior emoção”.

Tadeu Schmidt respondeu se toparia entrar no BBB como um das participantes e qual seria seu maior obstáculo no confinamento: “Eu adoro competição. Ainda mais num programa que depende de você se mostrar como é de verdade. A minha maior dificuldade seria dividir o banheiro com tanta gente”.

© 2024 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade