Suzy Rêgo revela bastidores de Floribella e diz que elenco torce por 3ª temporada

Atriz viveu a vilã Malva na história adaptada da Argentina

Publicado há 9 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nome reverenciado da teledramaturgia e do teatro no Brasil, a atriz Suzy Rêgo, 53 anos, revelou em entrevista concedida ao Observatório do Teatro, feita em live, que o elenco de Floribella, trama infanto-juvenil produzida pela Band em 2004, adorariam uma continuidade na história. “Torcemos muito por uma terceira temporada“, disse ela sobre a novela que esse ano completou 15 anos.

Floribella foi mais que uma novela. Eu estava mais quebrada que arroz de terceira na época, eu estava completamente ferrada“, revelou a intérprete da vilã Malva. Suzy disse que perguntou para Elizabetta Zenatti
Sacha, diretora, se ela tinha algum trabalho em vista que pudesse encaixá-la. Foi então que a profissional conseguiu a oportunidade de fazer o teste.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Suzy Rêgo viveu a personagem Malva em Floribella (Reprodução: Band)

Essa personagem foi adaptada da original da Argentina. Deram uma abrasileirada na trama e nós pudemos fazer loucuras. Celso Kamura, o famoso ‘cabeleireiro e maquiador das estrelas’, criou o visual. Misturamos a Mortícia Addams e a personagem tinha uma coisa de ser uma mulher completamente caloteira.

Malva foi rica em algum momento da vida, manteve a pose mas não tinha um tostão no bolso. Era uma vilã que a criançada amava. Ela era muito afetada, ela não tinha o mau absoluto, ela tinha um plano que nunca dava certo“, relembrou a atriz aos risos.

Bastidores

Todo mundo estava muito envolvido. A Band na dramaturgia sempre foi muito esporádica. Floribella tinha essa coisa de viajar com shows. Eu trabalhava 18 horas por dia em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescentes, a gente só podia começar a gravar após a escola.

Os adultos faziam tudo na parte da manhã, das cenas que não envolviam as crianças. Quando eles chegavam a gente repetia cenas inteiras. Era um período de tantas alegrias e dificuldades. A gente não tinha cidade cenografia, a gente tinha uma viela cenográfica.

Mas existia essa coisa de já deu certo. A segunda temporada veio com tudo, a gente ganhou dinheiro, torcemos muito para a temporada 3ª temporada, mas envolve uma série de contratos. São 15 anos, que bacana, e eu encontro pessoas no mercado, a gente fala sobre. Eu adoro!“, concluiu a artista.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio