Segundo Sol: Valentim muda de ideia em relação a Luzia: “Você é massa”

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Segundo Sol, na Globo, Valentim (Danilo Mesquita) acreditava que Luzia (Giovanna Antonelli) era uma assassina. Depois de descobrir que ela é sua mãe verdadeira, ele demonstrará mais paciência com a protagonista e mudará de ideia. Agora, para ele, ela é uma boa pessoa e pode, sim, ter sido vítima de uma armação. Confira.

“Luzia…?”, chamará. “Ô, Valentim, venha cá… entre!”, dirá ela. “Queria saber se você tá bem…”. “Tô sim, só de saber que você tá tão perto… obrigada, viu, por não ter sido contra eu ficar aqui”. “Eu não vou mentir pra você… eu não consigo acreditar que você tenha cometido uma atrocidade daquela… mas fico zonzo, meu tio tava ali morto, do seu lado, e você com a arma do crime! Você entende por que eu fico assim, sem saber o que pensar”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Karola surta e toma banho em praça com moradores de rua, em Segundo Sol, na Globo

“Eu não teria motivo nenhum pra matar Remy, nem nunca me passou pela cabeça matar alguém”. “Você acha que… que minha mãe teria motivos pra matar meu tio… acha que uma pessoa capaz de fazer o que ela fez com você, seria capaz de matar uma pessoa? Eu fico me perguntando isso”.

“Sinceramente eu não sei, Valentim. Mas não, não acho que porque Karola roubou um bebê ela possa ser também uma assassina. Laureta sim, Laureta eu não tenho dúvida, até porque a gente sabe que ela matou Galdino”.

Ainda nesta cena de Segundo Sol

“Você tem muita raiva de minha mãe, de Karola, não é, por causa disso tudo”. “Tenho sim. Mas tenho pena também. Ela premeditou, mas acho que foi também um ato de desespero de uma mulher que queria muito ser mãe, e de repente viu sua maior rival grávida do homem que ela amava, por mais doente que fosse esse amor… Pra mim, Karola é uma pessoa desequilibrada, que ainda por cima se uniu com uma pessoa do mal, que é Laureta, e deu no que deu”.

“Eu me preocupo muito com Karola, tenho medo que ela faça alguma besteira…”. “Se é o que seu coração tá pedindo, procure por ela… Não vou ser hipócrita dizendo que tanto faz pra mim, por mim, você nunca mais ia chegar perto da mulher que roubou você de mim. Mas se isso vai lhe trazer tranquilidade, eu acho que você deve fazer sim, independentemente do que qualquer um pense”.

“Ela me criou, me deu amor todo esse tempo, cuidou de mim… ela é minha mãe também”. “Sim. E tenho certeza que ela lhe ama de verdade, porque é impossível não amar você, Valentim”. “Você não existe, sabia, você é massa demais…”. “Brigado por me entender, mesmo que isso lhe machuque… Queria tanto ver você livre desse pesadelo, livre da acusação pela morte de meu tio…”, concluirá o rapaz.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio