Rock Story: Saiba tudo sobre a nova novela das 19h da Globo

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A vontade de mudar, de fazer diferente, atropelada pela personalidade impulsiva e inconsequente de um homem que se coloca como mocinho e vilão de sua própria vida. ‘Rock Story’, próxima novela das sete, de Maria Helena Nascimento, com direção artística de Dennis Carvalho e direção geral de Dennis Carvalho e de Maria de Médicis, mostra a trajetória do roqueiro Guilherme Santiago (Vladimir Brichta), ex-astro do rock que será colocado à prova pelo destino e terá a oportunidade de fazer novas escolhas e tentar mudar sua história. Na trama, ambientada no Rio de Janeiro, amor e música caminham juntos, aproximando corações que têm os mesmos ideais.

Do alto de um palco, ouvindo o público gritar seu nome, Gui sempre teve o rock and roll nas veias e acreditou que podia levar uma vida sem limites. Ainda que não esteja mais nas paradas como na década de 1990, ele nunca saiu da mídia, graças às confusões em que se mete. Para o roqueiro, tudo vai bem até que ele vê seu castelo começar a desmoronar: perde a mulher, Diana (Alinne Moraes), para seu maior rival, o astro do momento Léo Régis (Rafael Vitti); a música que considerava ser sua chance de sair do ostracismo faz sucesso justamente na voz de Léo; e se vê obrigado a cuidar do filho adolescente, que teve com uma fã, e que não via desde que o garoto era bebê.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas, quando está no fundo do poço, Gui conhece Júlia (Nathalia Dill). O encontro, fruto do acaso, faz com que o roqueiro perceba que a vida ainda pode estar lhe reservando algo muito bom. No meio do turbilhão de problemas, a jovem chega oferecendo a segurança emocional da qual Gui tanto precisava. “Eu sempre quis contar a história de um personagem com defeitos, um herói mais real, ao mesmo tempo em que tinha vontade de abordar o universo da música, que faz parte da vida de todos nós. ‘Rock Story’ mostra a trajetória de um roqueiro que não está mais no auge de sua carreira e que cometeu muitos erros, mas agora tenta consertá-los e reconquistar as pessoas que foi perdendo pelo caminho, às vezes conseguindo, às vezes não”, define a autora Maria Helena Nascimento. “Será uma novela leve, gostosa de se ver, de acompanhar. Ela mistura amor com música. A música faz parte do enredo: é a cereja do bolo”, complementa o diretor Dennis Carvalho.

‘Rock Story’ é uma novela de Maria Helena Nascimento, com colaboração de Angela Chaves, Chico Soares, Claudio Lisboa, Daisy Chaves e Eliane Garcia, e supervisão de Ricardo Linhares. A direção artística é de Dennis Carvalho e a direção geral, de Dennis Carvalho e Maria de Médicis.

Guilherme Santiago: intensidade e inconsequência

Gui (Vladimir Brichta) e Diana (Alinne Moraes) têm uma química muito forte e um relacionamento intenso e cheio de conflitos. São pais da pequena Chiara (Lara Cariello), por quem o roqueiro é completamente derretido. Diretora artística da gravadora Som Discos, Diana é uma mulher exuberante, que sabe como conseguir o que quer e gosta da sensação de ter todos a seus pés. Gui, por outro lado, apesar de boa gente, é inconsequente e completamente descontrolado com suas finanças. Gordo (Herson Capri), pai de Diana e dono da Som Discos, é a única pessoa que ainda dá algum crédito ao músico e tenta ajudá-lo a reerguer sua carreira.

Mas o voto de confiança de Gordo é logo desperdiçado por Gui. Durante um intervalo de um show, o roqueiro flagra uma integrante de sua equipe assistindo pela internet a Léo Régis (Rafael Vitti) cantar “Sonha Comigo”. Num rompante, ele abandona a apresentação e vai ao encontro do ídolo pop, que ele tanto despreza e a quem acusa de ter roubado a letra daquela música, logo a canção que poderia ser sua chance de ressurgir das cinzas. Sem pensar nas consequências, Gui agride Léo publicamente. É a gota d’água para que Diana, já cansada das confusões do marido, o abandone, levando Chiara com ela.

Em meio a tudo isso, enquanto Gui tenta encontrar uma forma de se explicar para a família, e trazê-la de volta para casa, o universo prepara outra surpresa: uma assistente social bate à porta do roqueiro informando que seu filho Zac (Nicolas Prattes) foi detido por tentar assaltar uma padaria. Gui entra em choque. Ele de fato engravidou uma fã há 16 anos e registrou a criança, mas não via o filho desde então. Mariane (Ana Cecília), a mãe de Zac, viajou para procurar emprego em outro Estado e deixou o filho sozinho em casa. Naquele momento, Gui é o único responsável pelo garoto, e não tem outra saída: levá-lo para casa e aprender a ser pai de um adolescente.

Nessas horas em que tudo parece estar dando errado, Lázaro (João Vicente de Castro), empresário de Gui, é o ombro amigo com o qual o músico costuma contar. Apesar de Lázaro administrar também a carreira de Léo Régis, Gui confia cegamente nele, afinal, são amigos desde a adolescência. O roqueiro nem imagina que, na verdade, o empresário sente uma inveja profunda por ter perdido Diana, sua grande paixão da juventude, para ele.

A vida conturbada do artista está totalmente fora dos trilhos quando seu caminho cruza com o de Júlia (Nathalia Dill). A jovem professora de balé busca ajuda após seu namorado, Alex (Caio Paduan), tentar usá-la para transportar drogas para os Estados Unidos. Ela é pega pela polícia ainda no aeroporto, mas consegue escapar. De uma hora para outra, se torna uma foragida e precisa provar sua inocência antes que a polícia chegue até ela. O encontro com Gui acontece no momento em que Júlia está tentando mais uma vez escapar dos capangas de Alex. Apesar de conhecer Gui apenas pelas péssimas notícias que pipocam na mídia sobre ele, a professora de balé acaba confiando seu segredo ao roqueiro. Eles se aproximam e, aos poucos, Júlia se apaixona por ele, que também percebe que a vida ficou mais leve após a chegada dela, mas resiste ao máximo, ainda confuso com seus sentimentos em relação a Diana.

Além do amor que começa a nascer por Júlia, Gui vai, aos poucos, construindo sua relação com o filho Zac. O garoto vai ficando menos arredio e, junto com Júlia, torna-se um apoio para o roqueiro.

Léo Régis: o ídolo pop do momento

Léo Régis (Rafael Vitti) pode ser o astro da atualidade e estar com a bola toda, queridinho pelas fãs e pela mídia, mas isso não significa que possa fazer o que quiser da vida, principalmente quando o assunto é dinheiro. Sua mãe, a ex-gari Néia (Ana Beatriz Nogueira), faz questão de saber de cada centavo que o cantor ganha ou gasta. A família, de origem humilde, morava em Mesquita, na região metropolitana do Rio, e conheceu o conforto depois que Lázaro (João Vicente de Castro) descobriu o talento de Léo e começou a cuidar da carreira do jovem, lançando-o para o sucesso.

Ao lado da mãe, Léo mudou-se com a irmã, Yasmin (Marina Moschen), para um condomínio de casas na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro. O imóvel, enorme e com uma decoração exagerada, reflete a personalidade egocêntrica do artista. Porém, mesmo com dinheiro, Néia vive atrás do melhor preço na hora de fazer compras e está sempre no pé de Lázaro para garantir que a carreira do filho está sendo bem administrada.

Com a irmã, Léo tem uma convivência em que amor e implicância andam juntos. Yasmin é uma “patricinha” muito mimada pela mãe, e o cantor não tem paciência para tanta futilidade. Por outro lado, nas horas em que está triste, a irmã e a mãe são as pessoas que ele busca para desabafar.

Gui, Diana e Léo

Ver Léo Régis (Rafael Vitti) cantar “Sonha Comigo” para uma multidão cai como uma bomba para Gui (Vladimir Brichta). Apesar de seu repertório ser essencialmente de rock, ele também canta baladas românticas e insiste que a música foi composta por ele numa noite em que estava em Brasília, após participar de um festival. Inspirado pela saudade que sentia de Diana (Alinne Moraes), Gui teria ido para o bar do hotel e, ali, escrito de uma tacada só toda a canção. Lázaro (João Vicente de Castro), no entanto, esclarece que a letra foi registrada no nome de um compositor goiano, que vendeu os direitos para Léo. Um pouco atrapalhado, Gui admite que guardar detalhes não é com ele, mas tem uma certeza: no dia seguinte ao festival, estava com a música na cabeça e a letra anotada num guardanapo.

Ídolo pop com uma legião de fãs, Léo já conquistou o posto de astro do momento. Mas levar a música que garante ser sua é demais para Gui. Obstinado em provar que “Sonha Comigo” foi roubada, o roqueiro não percebe que Léo está conquistando algo ainda mais importante: Diana. Durante uma crise no casamento, Gui descobre que a mulher está tendo um caso com seu maior rival. Quem também não gosta de saber que Diana está nos braços de outro é Lázaro, que acreditava ter finalmente chegado o momento de ficar com ela. O empresário, então, arma um flagrante para que Gui descubra, da forma mais traumática possível, que sua mulher está com Léo Régis.

Arrependida e em pânico só de pensar em perder a adoração que o marido tem por ela, a diretora artística da Som Discos tenta justificar a atitude acusando Gui de tê-la levado a agir dessa maneira, motivada pelas diversas escapadas dele durante o casamento, inclusive com funcionárias da gravadora, e pelas recorrentes confusões em que se meteu. Gui, no entanto, não perdoa a traição de Diana. Ela poderia ter feito tudo, menos enganá-lo com Léo Régis.

Para Léo, no início, Diana é apenas mais uma das centenas de mulheres que correm atrás dele. O cantor fica com ela apenas pelo prazer de estar com a esposa de Gui Santiago. Rejeitada por Gui, Diana acaba indo morar na casa de Léo, para desespero de Néia (Ana Beatriz Nogueira), a mãe controladora do astro, que é totalmente contra a relação do filho jovem com aquela mulher mais velha que ele. Porém, quando Diana tenta colocar um ponto final no caso dos dois, o orgulho ferido de Léo fala mais alto e ele percebe que se apaixonou de verdade e que não pode mais viver sem ela.

Gui, Diana e Júlia

Em meio ao conflito com Diana (Alinne Moraes), Gui (Vladimir Brichta) conhece Júlia (Nathalia Dill), a delicadeza em pessoa. Formada em dança, a jovem dá aulas de balé para crianças, e leva uma vida sem sobressaltos. As pessoas mais próximas dela são o namorado Alex (Caio Paduan) e a irmã gêmea Lorena (Nathalia Dill) que, mesmo morando nos Estados Unidos, é sua grande conselheira. As duas ficaram órfãs e são o alicerce uma da outra. Júlia não dá um passo sem antes falar com a irmã pela internet. Para felicidade da professora de balé, o reencontro com Lorena parece próximo: ela ganha uma bolsa para estudar dança nos Estados Unidos e, finalmente, poderá ficar perto da irmã.

Com tudo dentro do planejado, prestes a embarcar, Júlia vê sua vida mudar de uma hora para outra. Ela é enganada por Alex e torna-se uma foragida da polícia. Gui aparece como uma espécie de anjo, que a ajuda a fugir dos comparsas de Alex. A partir daí, eles se aproximam. Assumindo a identidade de Lorena, a jovem vê no roqueiro um ombro amigo, que lhe dá esperança de conseguir provar sua inocência. Gui, no entanto, além de ainda gostar de Diana, sabe que aquele é um péssimo momento para se envolver com alguém, afinal, sua vida está de cabeça para baixo. Mas, aos poucos, o músico entende que Júlia pode ser a pessoa ideal para estar ao seu lado e ajudá-lo a dar a volta por cima.

Júlia também acaba se aproximando de Chiara (Lara Cariello), filha de Gui e Diana. Sem poder ter um emprego formal, a jovem começa a dar aulas particulares de balé para a menina. Júlia passa, então, a testemunhar o jogo que Diana faz com Gui: mesmo estando com Léo, a empresária faz questão de manter o ex sempre por perto, ainda que não tenha nenhuma intenção de refazer o casamento com ele.

Lázaro: inveja e ambição

Na adolescência, Gui (Vladimir Brichta) e Lázaro (João Vicente de Castro), ao lado do amigo Nelson (Thelmo Fernandes), formaram a banda Os Gigantes. O grupo chegou a gravar um disco, mas não foi além. Lázaro deixou a banda com a desculpa de que havia se desinteressado pelos palcos e queria estar na gestão, cuidando de todo o processo. Isso não deixava de ser verdade, mas a razão principal é que o sucesso e o carisma de Gui lhe despertavam uma inveja profunda. Nessa mesma época, Lázaro teve um breve namoro com Diana (Alinne Moraes), por quem sempre foi completamente apaixonado. Um relacionamento curto, muito mais importante para ele do que para ela.

Tudo ia bem até Diana começar a namorar Gui. Ela se apaixonou pelo roqueiro, o que aumentou a sensação de rejeição de Lázaro, e a fúria contra Gui. Além de brilhar mais como artista, ele estava levando a mulher de seus sonhos. Lázaro chegou a pensar em largar tudo, sumir, mudar de carreira. Mas logo se controlou, esfriou a cabeça – como é de seu feitio – e pensou melhor. Continuaria cuidando do amigo irresponsável, sim, mas merecia ganhar mais, muito mais.

Com o tino comercial e o senso de oportunidade que faltavam a Gui, Lázaro fez questão de administrar a carreira do amigo desde o primeiro momento. Ele via no roqueiro o primeiro degrau de um futuro brilhante no mercado musical. E, realmente, graças também ao seu esforço, Gui disparou para o sucesso. Lázaro ainda se tornou empresário de Léo Régis, o maior rival de Gui.

Nelson sempre percebeu que Lázaro sutilmente dava corda para as loucuras de Gui e nunca gostou disso. De vez em quando, tentava abrir os olhos do amigo, mas o roqueiro sempre caía na gargalhada. Gui nunca desconfiou da inveja que o empresário sentia e ainda sente por ele.

A gravadora Som Discos

Gordo (Herson Capri) sempre foi apaixonado por rock, mas era tímido demais para subir num palco. Além disso, não queria a vida de músico. Resolveu, então, montar um pequeno estúdio no enorme apartamento da família. Era o embrião da Som Discos, gravadora especializada em rock brasileiro. Foi nessa época que Lázaro (João Vicente de Castro) convenceu Gordo a produzir o primeiro disco solo de Gui (Vladimir Brichta).

Gordo soube fazer a gravadora crescer sem jamais abrir mão da autenticidade e da qualidade. Para ele, o valor mais alto é o artista. Boa praça e generoso, as portas da gravadora e de sua casa estão sempre abertas, a qualquer hora do dia ou da noite, para seus contratados. Orgulha-se de não ter em seu cast um artista sequer que ele próprio não goste de ouvir. Gui foi sua primeira aposta e fez a gravadora se tornar uma referência de qualidade e sucesso.

Ao lado de Diana na Som Discos, trabalha a assistente Vanessa (Lorena Comparato). A jovem adora criticar o mundo do show business, mas não abre mão de estar ao lado da chefe, a quem idolatra e tenta copiar a maneira de se vestir. Ali também trabalham a secretária Nanda (Kizi Vaz), que cuida das agendas de Diana e de Gordo, a recepcionista Syl (Lara Lazaretti) e a técnica de estúdio Tainá (Marjorie Gerardi) que, para desgosto da diretora artística, já teve um caso com Gui.

Apesar de o rock ser um gênero resistente, quando as mudanças no mercado da música atingem todas as gravadoras, a Som Discos acaba sofrendo mais do que as outras. Desde que assumiu seu posto, Diana aconselhava o pai a diversificar para sobreviver, além de aprender a lidar com o mercado digital, mas Gordo, teimoso, não aceitou. O restante do cast não ajuda muito. Além de Gui, seu maior nome, a Som Discos tem um catálogo internacional pequeno e um punhado de contratados menores. A gravadora ainda é respeitada, mas tem sérios problemas financeiros. Gordo, porém, tenta demonstrar que tudo está na mais perfeita ordem.

O reencontro entre pai e filho

Zac (Nicolas Prattes) é um garoto inteligente, estudioso, querido por toda a vizinhança da rua onde mora no Cordovil, bairro da Zona Norte do Rio. Sua situação, no entanto, está longe de ser das melhores. Desde que a mãe, Mariane (Ana Cecília), viajou alegando que iria procurar emprego em Belo Horizonte, o menino vive sozinho, no pequeno apartamento deixado pela avó, com uma pouca quantia de dinheiro deixada por Mariane.

Só que o dinheiro está acabando e, para ele, a única saída, naquele momento, parece ser entrar para a gangue do bairro, formada por Jaíson (Enzo Romani), Du (Ravel de Andrade) e Paçoca (Max Lima). Assim, ao mesmo tempo em que teria companhia, certamente conseguiria o que comer. Os meninos o desafiam, então, a furtar uma padaria. Decidido a entrar para o grupo, Zac aceita a prova de fogo e, confiante, vai até ao estabelecimento. Sem o menor jeito para bandido, ele acaba sendo detido e levado para um abrigo.

É aí que Gui (Vladimir Brichta) reaparece em sua vida. De repente, o pai, que nunca o procurou está ali, dizendo que vai levá-lo para casa. Zac cresceu acreditando que o roqueiro nunca ligou para sua existência e, inclusive, batia em Mariane. O embate entre pai e filho é inevitável. Com temperamentos muito parecidos, Zac e Gui estabelecem uma relação difícil no início, mas, aos poucos, ela vai se transformando em algo forte e muito importante para os dois.

O nascimento da boyband 4.4

Diana (Alinne Moraes) se aproveita do péssimo momento da Som Discos e convence o pai a fazer o impensável: oferecer um contrato a Léo Régis (Rafael Vitti), que está insatisfeito com sua atual gravadora. Gordo (Herson Capri) detesta a ideia, acha que é trair Gui (Vladimir Brichta) e os valores em que acredita, afinal Léo é pop demais para a Som Discos. Mas não há mais de onde tirar dinheiro e, diante do estado de suas contas, Gordo seria completamente louco se recusasse o que outras gravadoras brigariam para conseguir.

Gui fica fora de si ao saber da contratação. É como se a traição de Diana se multiplicasse por mil e nunca acabasse. Numa tentativa de apoiar o pai, Zac (Nicolas Prattes) sugere que o roqueiro vá até a Som Discos e siga com o projeto de seu novo disco. Porém, quando eles chegam à gravadora, é Zac quem acaba chamando a atenção. Enquanto o garoto está à espera do pai em um dos estúdios, cantando de brincadeira, todos são surpreendidos ao perceber que ele canta bem, com sentimento. O próprio Gui fica encantando com o que ouve. Aquilo é novo, interessante. Uma ideia começa a se formar em sua cabeça. Não adianta quebrar o carro, a casa, ou o nariz de Léo Régis, tudo isso é bobagem e, no final, só ele sofre as consequências de seus atos. O que Gui entende é que ele precisa conseguir que apareça algo maior, melhor, e que apague a estrela de Léo.

Gui decide, então, criar uma banda de garotos. Vai treiná-los, ensinar tudo que sabe, produzi-los para que sejam músicos de verdade. Vai construir um repertório que fale de amor com verdade. Sua banda terá tanto sucesso que um dia “Léo Régis vai implorar para abrir um show deles”. E, assim, do mais profundo desejo de vingança de Gui nasce a boyband 4.4, que será fundamental para a transformação do ex-astro do rock. Além de Zac, compõem o grupo Tom (João Victor Silva), filho de Nelson (Thelmo Fernandes), grande amigo de Gui; JF (Maicon Rodrigues), um estudante de música clássica que aceita fazer parte da banda na esperança de conseguir dinheiro para pagar seus estudos fora do país; e Nicolau (Danilo Mesquita), filho de Haroldo (Paulo Betti) e Gilda (Suzy Rêgo). Eles são donos da churrascaria Boi Amigo, onde Nelson e Luizão (Thiago Justino), tio de JF, trabalham.

Gui imediatamente convida Júlia para ser coach de dança da banda, um trabalho de importância fundamental. Como ele não entende nada de movimentos e coreografias, precisa dela para começarem o projeto juntos. Júlia fica tentadíssima pelo desafio do trabalho, diferente de tudo que já fez antes, ainda que seja complicado manter os sentimentos sob controle ficando tão próxima de Gui.

Os Sabóias e a churrascaria Boi Amigo

Haroldo (Paulo Betti) e Gilda (Suzy Rêgo) vivem um casamento sem rotina. Pais do jovem Nicolau (Danilo Mesquita), eles fazem questão de manter o frescor do início do relacionamento. Exuberante, chegando a ter um pé no mau gosto na hora de se vestir, Gilda está sempre inventando surpresas e escapadas românticas com o marido.

Depois da mulher e do filho, a churrascaria Boi Amigo, localizada na Glória, é a maior paixão de Haroldo Sabóia (Paulo Betti). Ex-lavador de pratos, ele conseguiu, com muito esforço, comprar o estabelecimento onde foi trabalhar logo que chegou ao Rio, vindo do Ceará. Ganhou um bom dinheiro e fez questão de dar ao filho tudo o que não teve.

Haroldo ama cada cantinho de seu restaurante, que já teve melhores dias. Turistas ainda aparecem para conhecer a fartura do rodízio de carnes brasileiras, mas outras churrascarias mais modernas levaram a maior parte da clientela. Há décadas, durante as noites, o grupo Rebola Embola, do qual Nelson (Thelmo Fernandes) é percussionista, toma conta do pequeno palco com o show turístico Brazil Highlights.

No estabelecimento também trabalha o maître Luizão (Thiago Justino), grande amigo de Haroldo. Tio de JF (Maicon Rodrigues), Luizão é o maior apoiador do sobrinho nos estudos de música clássica, e até consegue com o patrão que o garoto use o piano da churrascaria durante o dia para treinar.

A estabilidade de Haroldo no casamento e no trabalho é ameaçada pela chegada de Marisa (Júlia Rabello). O empresário dá a ela o emprego de hostess da churrascaria, acreditando que esse foi um pedido que o pai da moça, seu grande amigo no passado, fez antes de morrer. Mal sabe ele que tudo não passa de uma armação de Marisa para conseguir seduzi-lo.

Figurino e caracterização

A influência do universo musical é percebida na maneira de se vestir de grande parte dos personagens de ‘Rock Story’. Gui (Vladimir Brichta), um ex-roqueiro, tem bom gosto, usa peças de qualidade, mas abusa do estilo mais largado. “Buscamos referências em todos os astros do rock. De vez em quando, aparecerá uma peça que remete aos anos 1970, lembrando The Doors, Nirvana, Bruce Springsteen, mas sempre mantendo o estilo despojado”, explica a figurinista Helena Gastal.

Gui ainda ostenta duas tatuagens, uma tribal no braço direito e outra menor no braço esquerdo. “Utilizamos uma película de silicone que dura em média cinco dias no corpo”, conta a caracterizadora Nubia Maisa. Vanessa (Lorena Comparato) e Léo Régis (Rafael Vitti) também aparecem com tatuagens. O figurino de Léo é outro destaque na novela. “Léo é um cantor romântico, mas com um estilo moderninho, com roupas sempre muito agarradas, calças skinny rasgadas e pulseiras”, detalha Helena Gastal.

Diana (Alinne Moraes), um dos motivos da rivalidade entre Gui e Léo, é uma mulher que busca o glamour do rock ao se vestir. “Nos inspiramos bastante na Kate Moss, que sempre foi lançadora de moda. Diana usa muita calça skinny com bota ou scarpin e também minissaias, mas sempre mantendo a elegância”, afirma a figurinista. Já a maquiagem de Diana será mais básica, com cores claras. “O destaque da personagem está no cabelão, nas roupas e nas bolsas”, explica a caracterizadora.

Júlia (Nathalia Dill), por sua vez, tem um figurino mais casual. Ela usa calças flare, pantalonas e camisetas. “Como a Júlia perde a mala na tentativa de viajar para os Estados Unidos e fica foragida da polícia, ela tem poucas peças de roupa durante algum tempo, mas mantém sempre o bom gosto ao se vestir”, pontua Helena.

Outro personagem que merece destaque na caracterização é Gordo (Herson Capri). O ator deixou a barba crescer e assumiu um visual “roqueiro anos 80”. Segundo a caracterizadora Nubia Maisa, a principal inspiração na composição do dono da gravadora Som Discos foi o inglês Sting. “Deixamos o cabelo grisalho de Herson e jogamos um pouco de loiro nas pontas para dar efeito”, revela.

Cenografia e produção de arte

Ambientada no Rio de Janeiro, a cidade cenográfica de ‘Rock Story’ reproduz nos Estúdios Globo um quarteirão do bairro da Glória, onde estão a churrascaria Boi Amigo – com um espaço interno que abriga um salão e um palco para shows – bares, uma loja de discos, um salão de beleza e uma padaria. “Criamos um projeto que permite unir casarões antigos do bairro, como é o da churrascaria, a uma parte que teve interferência ao longo dos anos e foi reconstruída ou reformada. É possível identificar construções com características do início do século passado, da década de 1950, de 1970 e dos dias atuais”, explica o cenógrafo Mauro Vicente.

No estúdio, estão distribuídos 35 cenários. Um dos destaques é a gravadora Som Discos que, além dos escritórios, tem estúdio de som, uma sala multiuso e um jardim. “Fizemos uma pesquisa em gravadoras do mercado para compor a nossa. O objetivo era criar um lugar que fosse moderno, mas sem perder a essência do Gordo (Herson Capri), que tem uma história de amor com aquele espaço”, conta o cenógrafo.

As residências também foram pensadas levando em conta as características de cada personagem. Na casa em que Gui (Vladimir Brichta) mora com Diana (Alinne Moraes), por exemplo, a opção foi utilizar bastante concreto e um piso escuro. A decoração é contemporânea, com nomes clássicos do design, mas sem demonstrar ostentação. O universo musical também influencia na decoração. No estúdio de Gui, os instrumentos musicais, no chão ou pendurados na parede, compõem o ambiente.

E, para ajudar a materializar a trajetória de Gui, estão sendo produzidas duas capas de disco de vinil e cinco de CDs que teriam sido lançados por ele. A equipe de produção de arte, liderada por Andrea Penafiel, também encomendou a confecção de discos de ouro e de platina que Gui conquistou ao longo da carreira. “Dentro da história, Gui é uma personalidade conhecida, que realmente fez muito sucesso. Precisamos mostrar esse passado dele”, diz Andrea.

A casa de Léo Régis (Rafael Vitti) reflete sua personalidade egocêntrica e ostentadora. “Para simbolizar que agora é um cara bem-sucedido, ele pagou um arquiteto que projetou a casa que sempre quis. Léo é extremamente vaidoso e não economizou nesse aspecto. Sua mansão, com um aquário de chão no meio da sala de jantar e pé-direito alto, remete a um universo mirabolante, que está relacionando à imagem que ele quer construir”, comenta Mauro. Por toda a casa, estão espalhados porta-retratos e quadros com fotos do cantor, reafirmando sua personalidade egocêntrica.

Para ajudar na composição do ídolo pop Léo Régis, que tem uma legião de fãs, a equipe de produção de arte da trama mandou confeccionar almofadas, maletas, cartazes e faixas, tudo com fotos de Léo Régis. Os itens são ostentados pelas seguidoras do rapaz.

Produção musical

O universo musical é parte importante dentro de ‘Rock Story’ e aparece como assunto tratado pelos personagens ou como pano de fundo para as tramas. Para desenvolver esse trabalho e escolher as canções que farão parte da história, a pesquisa da produção musical começou no início do ano, com a busca por “Sonha Comigo”, que foi composta especialmente para a novela. A canção é um dos motivos da rixa entre Gui Santiago (Vladimir Brichta) e Léo Régis (Rafael Vitti). Já para mostrar a trajetória de Gui, duas músicas inéditas foram produzidas e serão tratadas na trama como grandes sucessos da carreira do cantor. O trabalho de produção da trilha incidental foi especial. As músicas foram gravadas dentro de uma igreja com a orquestra de São Petersburgo, na Rússia. Foram 33 temas, entre eles, uma versão orquestral de “Sonha Comigo”.

A boyband 4.4, outro núcleo musical importante da história, tem em seu repertório canções que marcaram as últimas décadas, num arranjo atualizado. Sucessos de Cazuza, Barão Vermelho, Legião Urbana, entre outros, compõem o setlist da banda.

Para o tema de abertura de “Rock Story” foi escolhida a música “Dê um rolé” (Moraes Moreira/Luiz Galvão). Com um arranjo especial para a novela, a canção foi gravada em ritmo de rock pela cantora Pitty. A trilha, recheada de sucessos atuais, terá ainda Projota, Sandy com Tiago Iorc, Nego do Borel, Ludmilla, Shawn Mendes, Charles Bradley, entre outros. A ideia é que as canções atendam às diversas tramas em momentos diferentes, de forma que não fiquem associadas a um único personagem apenas.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio