Responsável pela adaptação de Floribella, autora revela: “Preferia que o Fred não tivesse morrido”

A novelista falou ainda sobre o sucesso da atração

Publicado há 9 meses
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Neste sábado (4), foi comemorado 20 anos desde que a Band estreou Floribella, novela infantil baseada na argentina Floricienta e que foi adaptada por Patrícia Moretzsohn, que escreveu recentemente Malhação – Vidas Brasileiras (2018).

Em entrevista ao site JC, a escritora foi questionada sobre a morte de Frederico (Roger Gobeth), par romântico de Flor (Juliana Silveira) que sofre um acidente no fim da primeira temporada da história, algo mantido do roteiro original.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Acho que nunca pensei num arco alternativo, porque a segunda temporada com o Conde (Mário Frias) era divertida, interessante e fomos embarcando nela. Mas, pessoalmente, eu preferia que o Fred não tivesse morrido, uma vez que nosso público gostava muito do casal”, revelou a profissional.

Com relação ao motivo do sucesso da atração, a autora destacou alguns pontos. “Era muito pop e a Flor trazia uma mensagem muito positiva, de que as pessoas podem vencer pelo amor, pelo trabalho, pela garra. O público brasileiro gosta desses bons exemplos e realmente se apaixonou por ela”, concluiu Patrícia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio