Repórter do Jornal Nacional é eleita a jornalista do ano por cobertura da Lava-Jato

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Prestes a completar 11 anos de Globo no próximo mês de novembro, a jornalista Camila Bomfim, repórter do Jornal Nacional, foi eleita a jornalista do ano pela sua cobertura da operação Lava-Jato.

Ela venceu o Prêmio Engenho de Comunicação, criado pela jornalista Katia Cubel, e que está em sua décima quarta edição.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Chico Pinheiro cita meme famoso durante o Jornal Nacional

O jurí, que conta com vários jornalistas, escolheu Camila por conta de sua cobertura da maior operação política do Brasil, diretamente de Brasília, onde deu vários furos de reportagem.

Atualmente, além de atuar no Jornal Nacional, Camila atua para outros veículos do Grupo Globo, com a Globo News, onde também já entrou várias vezes ao vivo.

O Prêmio Engenho de Comunicação tem oito categorias disputadas e reconhece jornalistas e veículos de comunicações em todo o Brasil.

Os critérios para a escolha são liberdade de expressão, ética, transparência, cidadania e democracia.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio