“Quem ficou rico com o Agostinho foi a Globo”, afirma Pedro Cardoso

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta terça-feira (23), a TV Cultura exibiu a edição do Provocações, atração comandada por Marcelo Tas, que teve a presença de Pedro Cardoso. Durante a conversa, o astro deu uma declaração polêmica sobre a TV Globo.

“Quem ficou rico com o Agostinho [personagem vivido pelo famoso na extinta série A Grande Família] foi a Rede Globo. A Rede Globo, que é o capitalista daquele negócio, que tem possibilidade de ficar rica”, disparou o artista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Eu tenho 57 anos e eu não tenho uma economia que me permita parar de trabalhar. Eu venho ao Brasil para trabalhar e venho trabalhar pelo dinheiro da bilheteria”, contou o famoso, que ainda criticou o discurso do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que diz ‘Deus acima de todos’.

“Aí eu li lá um pensador chamado [Karl] Popper que diz o seguinte: ‘A intolerância não pode ser tolerada, porque ela nega o próprio fundamento da convivência’. Então a intolerância, a pessoa que acha que o pensamento dela dá a ela o direito de se impor ao outro como agora: ‘Deus acima de tudo’, que é o lema do fascismo vigente no Brasil”, analisou.

“Como Deus está acima de mim que não crê em Deus? Como alguém pode dizer pra mim que o Deus dele está acima de mim? Por que, quando alguém diz ‘Deus acima de tudo’, é o Deus da pessoa. Não é o Deus de qualquer um. Qual é o Deus que é posto acima de tudo? Todo mundo que fala em Deus está escondendo seu desejo de ter sua ascensão social e de ganhar dinheiro”, concluiu Cardoso.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio