Privacidade online: entenda melhor o que é e como você pode protegê-la

Se não protegemos nossos dados, eles podem ser usados para fins escusos; uma boa rede VPN pode ajudar na proteção

Publicado há 9 meses
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos últimos anos, a internet cresceu no Brasil e em todo o mundo de maneira exponencial. Tanto isso é verdade que a intensa e cada vez maior circulação de dados que circulam na rede motivou a criação de leis específicas que garantissem a privacidade dos internautas em tudo que façam.

Seja de cunho particular ou profissional, “público”, o que fazemos na internet só diz respeito a nós e a quem queiramos que tenha conhecimento dos nossos assuntos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No Brasil, em 2014 foi sancionado o Marco Civil da Internet, que age na preservação do que diz respeito à vida privada e evita que nossa intimidade seja exposta por e a terceiros sem o nosso consentimento.

Além disso, o Marco também proíbe que os dados recolhidos dos usuários sejam divulgados por provedores de internet sem determinação judicial para isso.

Com toda a certeza, “dados” é o termo mais recorrente, o que mais prontamente vêm à nossa mente quando tratamos de privacidade online. No entanto, para a maior parte das pessoas, o que são esses nossos “dados” e a grande importância de preservá-los continua fora do repertório.

Se esse é o seu caso, continue a leitura, para saber mais a respeito do assunto e encontrar dicas importantes, como usar uma das melhores VPN para se proteger e garantir a sua privacidade online.

Afinal, ninguém precisa saber quais são suas novelas e séries preferidas, sua senha da GloboPlay ou da Netflix, seus dados para acessar e-mails e coisas assim. A não ser que você queira, claro.

O que são “dados” na internet?

Originalmente, um dado é uma representação de um evento de uma forma “crua”, sem significado imediato, necessitando de outros dados para ser contextualizado e se tornar uma informação.

No contexto da internet, os dados são informações que podem ser obtidas pelo servidor através das ações e do comportamento dos usuários, como informações de login, localização do usuário, histórico de navegação, hábitos de consumo e perfil de utilização da internet, para citar apenas alguns exemplos.

Como você pode ver, é mais sério e complexo do que parece.

Por que sua privacidade online é tão importante?

Pela quantidade de dados sensíveis que você fornece consciente ou inconscientemente, isto é, sem saber, ao usar a internet, existem grandes prejuízos que pode sofrer caso esses dados não estejam totalmente seguros.

Só para exemplificar, você pode: perder o acesso às suas redes sociais; ter suas suas contas de banco invadidas; e, em casos extremos, ter suas fotos mais íntimas expostas.

Além disso, há dados menos sensíveis, como seus hábitos de consumo, que são frequentemente utilizados pelos sites pelos quais você navega para sugerir anúncios mais assertivos e estimular você a gastar mais.

Sem dúvida, isso pode ser mais prejudicial para quem tem problemas em controlar as finanças. Já reparou que uma simples busca por algo, para saber um preço, um ano de lançamento, um ingrediente de uma receita, enfim, faz com que nossos navegadores e aplicativos se encham de anúncios que levam exatamente àquilo que procuramos?

Agora imagine com seus dados “soltos”, sem que haja prevenção para que não vazem indevidamente.

Três maneiras de proteger sua privacidade online

Existem algumas atitudes fáceis que você pode tomar para aumentar a segurança dos seus dados online e garantir sua privacidade:

Use uma VPN

É inestimável o valor que um bom serviço de Rede Virtual Privada (VPN) tem para assegurar que nossos dados pessoais estão bem guardados da ação de hackers.

Uma VPN cria uma camada extra de segurança entre esses indivíduos e você, de modo que se torna possível evitar que seu computador ou celular seja invadido e monitorado com o uso de um spyware.

Ademais, usando a VPN você pode deixar sua navegação em modo anônimo, dificultando assim o trabalho de recolher seus hábitos e preferências pelos sites nos quais navegar.

Mantenha seus dispositivos atualizados

As atualizações de sistema trazem consigo muito mais do que simplesmente mudanças na interface. Geralmente elas trazem novas camadas de proteção contra malwares e invasores em geral.

Por isso, é fundamental abandonar a preguiça de deixar o notebook ou celular atualizando e manter tudo em dia.

Acredite, faz muita diferença para a segurança dos seus dados e é um procedimento bastante simples, que você pode deixar em curso enquanto faz aquela faxina ou lê um livro, que tal?

Restrinja suas redes sociais

Só que tem uma coisa: garantir nossa privacidade online vai muito além de se proteger de hackers; também tem a ver com evitar exposição e se preservar.

E uma das melhores maneiras de se preservar na internet é restringir o universo de pessoas que podem ver as coisas que você publica em suas redes sociais, suas fotos e tudo mais. Esses conteúdos oferecem pistas, mesmo que bastante sutis, do seu comportamento, seus hábitos e de onde você mora.

Um prato cheio para os mal-intencionados que desejam aplicar golpes, ou “apenas” roubar nosso precioso tempo. O ideal mesmo é que você saiba quem são as pessoas que têm acesso ao que publica no seu perfil, seja em que rede for.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio