Primeira médica do Brasil, Pilar de Nos Tempos do Imperador, existiu mesmo?

Personagem é interpretada por Gabriela Medvedovski

Publicado em 5/9/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos Tempos do Imperador, novela das seis da Globo, traz ao telespectador uma mistura de histórias e personagens reais com ficcionais. Tudo se passou à época do Segundo Reinado, mais precisamente 30 anos depois da Independência do Brasil. Uma delas é a mulher que buscava ser a primeira médica do Brasil, Pilar, papel de Gabriela Medvedovski.

Mas, afinal, a primeira médica do Brasil, existiu de verdade?

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim como a trama escrita por Thereza Falcão e Alessandro Marson conta com personas reais, as quais todos nós podemos conhecer nos livros de história, há também aquelas que são inspiradas naquelas que existiram de verdade.

Pilar, que sonhava em se formar a primeira médica do Brasil, foi escolhida pelos autores, sobretudo por sua trajetória de muita resistência e superação. O papel vivido por Gabriela presta um tributo à mulher que verdadeiramente se graduou em medicina antes de qualquer outra em nosso país: Rita Lobato Velho.

Nascida no Rio Grande do Sul, começou a se interessar pela carreira ainda criança e também teve incentivo de seus pais para continuar os estudos. Eles acreditavam que ela poderia se transformar na primeira médica do Brasil, algo impensável para a época.

Rita queria ser obstetra e esse desejo se tornou ainda mais latente por conta da morte de sua mãe justamente no parto de seu irmão caçula.

Conquista da primeira médica do Brasil

Estudo ela já tinha. Mas foi só após decreto de 1879, que autorizava mulheres a frequentar e se formar em universidades em quaisquer áreas que quisessem. Ela então conseguiu entrar na Universidade de Medicina do Rio de Janeiro, mas depois quis mudar para a Universidade de Medicina de Salvador.

Muito dedicada, a mulher que inspirou a criação de Pilar, de Nos Tempos do Imperador, terminou o curso de medicina em 1887. Formou-se a primeira mulher médica no Brasil. Além disso, tem o título da segunda latino-americana a conquistar esse diploma.

Ainda não se sabe se a personagem de Gabriela Medvedovski conseguirá ingressar na universidade que tanto sonha na novela das 18h. Por enquanto, a menina se lamenta por ter sido retirada da banca da Faculdade de Salvador por seu pai, Eudoro (José Dumont). Além disso, está envolvida em um romance. Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio