Pabllo Vittar adapta músicas para o Caldeirão do Huck e internautas reclamam: “Censura”

As letras são consideradas "pesadas" para o programa vespertino

Publicado em 26/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Caldeirão do Huck deste sábado (26) preparou uma homenagem à cantora Pabllo Vittar para celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIA+. A artista participou do quadro Visitando o Passado e interpretou os seus mais recentes hits.

Pabllo começou cantando a música Ama Sofre Chora, mas o refrão apresentado foi bem diferente do que os fãs estão acostumados. Em vez de “piranha também ama”, ela cantou “a Pabllo também ama”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na sequência, o single Triste com T animou o público, mas também foi adaptado especialmente para o programa da Globo. Na parte principal, a cantora disse: “Você me deixou triste, nessa solidão”, diferente da original: “Você me triste, triste com tesão”.

Por terem um conteúdo considerado “pesado” para uma atração vespertina, foi necessário deixar as letras mais “suaves”. Trata-se de algo comum que acontece bastante na TV.

Todavia, muitos internautas não gostaram dessa adaptação nas músicas da Pabllo e reclamaram no Twitter. Teve gente até comentando que foi censura do programa de Luciano Huck.

Veja algumas reações:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio