Ovelhas negras: Relembre outros filhos problemáticos das novelas, como o Alfredo, de Éramos Seis

Publicado há um ano
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma das figuras mais marcantes da família de Dona Lola (Glória Pires) em Éramos Seis – que estreia nova versão na Globo na próxima segunda (30) – é sem dúvida a de Alfredo. Rebelde e irresponsável desde a infância, contrasta com o caráter sereno do irmão mais velho, Carlos (Danilo Mesquita), e vive às turras com o pai, Júlio (Antonio Calloni) – de quem, no fundo, é uma cópia fiel.

Interpretado por Fábio Cardoso (1958), Plínio Marcos (1967), Carlos Alberto Riccelli (1977) e Tarcísio Filho (1994) nas versões anteriores da história, Alfredo agora ressurge nas mãos do não menos talentoso Nicolas Prattes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim como o novo garoto-problema das 18h, muitos outros ‘filhos’ da nossa dramaturgia já deram sérias dores de cabeça a seus pais na ficção. Relembre alguns.

Viciada em drogas se destacou em trama de Glória Perez (Divulgação/TV Globo)

Mel (Débora Falabella), de O Clone (2001)

Poucas personagens da teledramaturgia deram tanta dor de cabeça – não só aos pais, mas a todos em seu entorno – como a herdeira de Lucas (Murilo Benício) e Maísa (Daniela Escobar).

Mel começou sua trajetória experimentando maconha e depois, levada por más companhias, acabou se envolvendo com drogas mais pesadas, que quase destruíram sua vida, a de sua família e até a de seu companheiro, Xande (Marcello Novaes).

No final desta trama de Glória Perez, a personagem acabou se recuperando do vício, através de muita luta, e até abriu uma clínica de desintoxicação em homenagem à amiga Regininha (Viviane Victorette), que, também viciada, não teve sua mesma sorte.

Gustavo (Guilherme Berenguer), Catraca (João Velho), e Natasha (Marjorie Estiano) em Malhação (Divulgação/ TV Globo)

Gustavo (Guilherme Berenguer), de Malhação (2004)

Antítese do bom-mocismo imperante entre os galãs de Malhação, Gustavo começou a temporada mais famosa do programa como o perfeito protótipo do bad boy: gel no cabelo, vocalista de uma banda de rock e cheio de gírias e marra.

As coisas saíram de seu controle quando, durante uma ‘brincadeira’ de mau gosto, ele e os amigos Catraca (João Velho) e Natasha (Marjorie Estiano) acabaram provocando o acidente que deixou Fabrício (Pedro Nercessian) em coma.

Gustavo, porém, acabou se redimindo ao se apaixonar por Letícia (Juliana Didone), uma jovem completamente diferente dele, politicamente correta e engajada em causas sociais. Para completo alívio de seus pais, Beatriz (Cissa Guimarães) e Marcelo Henrique (Eduardo Lago), que já não sabiam o que fazer com as ‘travessuras’ do marmanjo.

Paulo Vilhena como Paulo César em Celebridade (Divulgação / Globo)

Paulo César (Paulo Vilhena), de Celebridade (2003)

Mãe solteira e batalhadora, Noêmia (Júlia Lemmertz) acreditava ter feito um bom trabalho na criação do filho. Qual não foi sua surpresa, portanto, ao saber que Paulo César fingia estudar para perder o dia todo na praia curtindo um surfe!

Foi preciso muito esforço, não só da mãe do rapaz, como também de sua namorada, Sandra (Juliana Knust), para o que o bonitão tomasse rumo na vida.

Zeca (Duda Nagle) era solapado pelo pai (Antonio Calloni) em Caminho das Índias (Divulgação / Globo)

Zeca (Duda Nagle), de Caminho das Índias (2009)

Pitboy assumido, Zeca talvez seja o único membro de nossa lista que nunca deu dor de cabeça aos pais. Pudera: Ilana (Ana Beatriz Nogueira) e César (Antonio Calloni) não apenas eram tão mau-caráter quanto o filho, como ainda insistiam em sempre protegê-lo, não importante quão graves fossem suas ações.

Na reta final da trama, porém, o playboyzinho acabou se encrencando para valer ao atropelar Duda (Tânia Khallil) e fazê-la perder o bebê que esperava. Só aí César e Ilana foram obrigados a reconhecer que o herdeiro tinha, sim, problemas.

Ágatha Moreira deu o que falar como Giovana em Verdades Secretas (Divulgação / Globo)

Giovana (Ágatha Moreira), de Verdades Secretas (2015)

E, se o assunto é dar trabalho aos pais, Giovana fez isso muito bem neste folhetim de Walcyr Carrasco. Subestimada pelo pai, Alex (Rodrigo Lombardi), e ignorada pela mãe, Pia (Guilhermina Guinle), a adolescente queria ser top model e não se fez de rogada quando a agenciadora, Fanny (Marieta Severo), quis incluí-la em seu famigerado ‘book rosa’.

Muito pelo contrário: Giovana, promíscua que era, se deliciava atendendo aos fetiches dos clientes de Fanny. A coisa, porém, tomou contornos inesperadamente dramáticos quando a moça foi enviada, por acaso, para ‘atender’ o próprio pai! Alex, claro, enfureceu-se ao saber que Fanny estava prostituindo sua filha.

Arthur Aguiar (à direita) viveu o personagem de Christopher Uckermann (à esquerda) na versão nacional de Rebelde (Televisa / Record TV)

Diego (Christopher Uckermann / Arthur Aguiar), de Rebelde (2004/2011)

Logo no primeiro capítulo da versão mexicana de Rebelde, Diego (Uckermann) deixou seu pai, o famoso político Leon Bustamante (Enrique Rocha), de cabelo em pé ao dirigir alcoolizado e envolver-se em um grave acidente. Foi apenas a primeira de várias trapalhadas aprontadas pelo namorado de Roberta (Dulce María) no folhetim da Televisa.

Em 2011, quando a Record TV produziu o remake brasileiro da mesma história, o personagem (Aguiar) manteve a mesma essência. Porém, com um agravante: era alcoólatra e vivia bebendo às escondidas do pai castrador, Leonardo Maldonado (Juan Alba).

Cassandra (Bárbara Maia) de Carinha de Anjo (Divulgação/SBT)

Cassandra (Mariana Ávila / Bárbara Maia), de Carinha de Anjo (2000/2018)

No recente remake de Carinha de Anjo produzido pelo SBT, a adorável Estefânia (Priscila Sol) viu sua rotina virar de pernas para o ar quando o marido, Vítor (Thiago Mendonça), descobriu ter uma filha adolescente. Rebelde e problemática, Cassandra (Bárbara) tinha ciúmes da madrasta e provocou vários desentendimentos entre seu pai e a querida Tia Peruca.

Embora bem malvadinha, a personagem era uma santa se comparada às maldadas aprontadas pela Cassandra (Mariana) da original mexicana. Completamente desequilibrada, a jovem chegou a sequestrar a pequena Dulce Maria (Daniela Aedo) e tentou mais de uma vez matar a Tia Peruca (Nora Salinas).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio