Orgulho e Paixão: Susana pressiona Barão para fechar negócio

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Susana (Alessandra Negrini) não vai desistir até conseguir os bens do Barão (Ary Fontoura), em Orgulho e Paixão, na Globo. A vilã vai ter mais uma conversa dura com ele e chegará a dizer que vai revelar a Ema (Agatha Moreira) sobre a situação financeira crítica da família.

“Normalmente, eu deveria perguntar a que devo a honra, mas a senhora não está no rol das pessoas a quem devo delicadezas!”, ironizará.  “Acho muito produtivo que o senhor seja direto assim, sem rapapés. Porque estou aqui me perguntando se seu piripaque foi genuíno ou se o senhor fingiu pra nos expulsar de sua casa”, rebaterá a vilã.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Darcy se declara pela primeira para Elisabeta, em Orgulho e Paixão

“Como ousa! Se eu quiser expulsar, expulso! Sou um barão!”, avisará. “Por enquanto. E o senhor pode parar com esse teatrinho. Não tem plateia aqui”. “A senhora é muito abusada! No meu tempo, no tempo do imperador…”.

“Não estamos na pré-história. E agora me escute. A Rainha do Café me deu plenos poderes dessa vez pra resolvermos nossa negociação. Os senhores têm dívidas enormes na praça e a maior de todas é nossa. Não pense que vamos hesitar em executá-la no momento certo”, afirmará Susana.

“Pois se vai executar a dívida, o que a senhora está fazendo aqui? Tripudiando de um velho nobre?”. “Quando vi o senhor se negando a conversar, tentei botar algum senso em seu filho, mas Aurélio parece mesmo um inútil. Será que é com a borboleta voadora de sua neta que tenho que falar?”.

“Ema?!”, dirá engasgando. “Não finja um novo ataque apoplético. Porque eu não chamarei o médico”. “Assassina! Monstra!”, dirá o Barão. “Pois bem. Está muito prazeroso trocar ofensas com o senhor, mas vejo que daqui não vai sair nada. Vou procurar sua neta”.

“Não! Jamais! Até porque isso é uma tolice. Ema não sabe de nada dos negócios”. “Então haja como o grande negociante que o senhor foi no passado e faça a coisa certa. O senhor tem cinco dias para aceitar nossa proposta. Ou acho que quem vai ter um ataque de nervos é sua netinha querida quando descobrir que está perto da sarjeta”, concluirá Susana.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio