O Tempo Não Para: O encontro inusitado de Marocas e Samuca

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Tempo Não Para, Depois de 132 anos, Marocas (Juliana Paiva) desperta. A primeira visão dela é Samuca (Nicolas Prattes), na fictícia Ilha Vermelha. Ela não faz a menor ideia de onde está e nem imagina que ficou congelada por mais de um século. Entre perplexa e assustada, a primogênita dos Sabino Machado pergunta pelo navio Albatroz e por sua família, até se dar conta de que o rapaz diante de si está de bermuda e sem camisa.

Aos olhos de uma moça do século XIX, ele está completamente despido. Marocas começa a gritar por socorro. Até que Monalisa (Alexandra Richter) e Marino (Marcos Pasquim), que moram na ilha, aparecem. Com um arpão nas mãos, Marino protege a moça e manda Samuca se afastar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Thammy Miranda posa com bebê e destaca paternidade: “Já, já!”

“Nesse primeiro momento, o contraste entre Marocas e Samuca é muito interessante e deixa nítida a diferença entre as épocas deles. Apesar de ter um desentendimento à primeira vista, vai haver uma empatia mútua.  Ambos têm um espírito livre. São muito justos e estão aqui com um propósito. Então eu acho que esse é um encontro não só de duas pessoas, mas de duas almas”, defende Juliana Paiva.

A cena está prevista para ir ao ar nesta quarta-feira, dia 01 de agosto. De Mario Teixeira, com direção artística de Leonardo Nogueira, ‘O Tempo Não Para’ conta com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, pesquisa de texto de Yara Eleodora e direção-geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio