O Sétimo Guardião: Eurico lamenta liminar que impede desapropriação do casarão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Eurico (Dan Stulbach) será surpreendido nos próximos capítulos. Ele receberá de seu advogado a informação de que foi dada uma liminar que impugna a desapropriação do casarão. “Não tem mesmo um jeito de suspender essa tal de liminar? É nossa única salvação”, argumentará o prefeito.

“Como lhe disse, a juíza foi bem clara. Até que decida sobre a legalidade do ato de desapropriação tudo continua como está… E o herdeiro do casarão mantém seus direitos”, explicará dr. Cardoso. “Neste caso…”, se conformará Eurico. “Qualquer novidade eu lhe falo”, afirmará o advogado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Enraivada, Valentina manda Sampaio atropelar León, em O Sétimo Guardião, na Globo

Neste momento, Marilda (Letícia Spiller) chegará: “Você vai ficar aí, quieto e conformado?!”. “Quer que eu faça o quê, Marilda? A Justiça manda… E ai de quem não obedece!”, rebaterá. “Pelo menos, impeça o Gabriel de se aboletar no casarão! É seu futuro político que está em jogo, Eurico! O seu e o do nosso filho Júnior. Sem falar no trato que fiz com minha irmã!”.

“Trato?! Do que você está falando?”. “Ahnnnn… Uhnnnn…”, dirá Marilda, percebendo que falou demais. “Vamos, Marilda, abre logo o jogo! Que trato fez com Valentina que eu não sei?, perguntará Eurico, deixando a primeira-dama encurralada.

Ainda em O Sétimo Guardião

Em O Sétimo Guardião, Feliciano (Leopoldo Pacheco) se convenceu mesmo de que não existe passagem secreta para a fonte milagrosa. Para ele, o que existe é um buraco sem saída que confundiu tanto Judith (Isabela Garcia) quanto Milu (Zezé Polessa). O que ele nem imagina é que Sampaio (Marcello Novaes) fechou provisoriamente o túnel. Confira.

“O que foi que aconteceu agora, Feliciano?”, perguntará Ondina. “Calma que a notícia é boa…”, responderá Feliciano. “Então, desembucha logo”. “Não existe outro acesso à fonte! Eu e a Milu fomos com Judith até lá. A tal passagem que ela encontrou vai dar numa parede de pedras, que deve estar lá faz séculos”, explicará.

“Que alívio! Sendo assim, não temos mais motivos para adiar a conversa com Gabriel…”, avaliará a dona do cabaré. “Só precisamos avisar os outros e convocar o rapaz para conversar com todos”, ponderará Feliciano. “Vamos fazer isso logo”, concluirá Ondina, ansiosa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio