O Outro Lado do Paraíso: Clara terá a ajuda de Renato para se vingar de Samuel

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Desde que Clara (Bianca Bin) voltou a Palmas, Renato (Rafael Cardoso) tenta se explicar com a mocinha, já que foi o médico que  ajudou na fuga dela do hospício quase causando sua morte em O Outro Lado do Paraíso. Se num primeiro momento a nova milionária não quer nem saber de papo, aos poucos vai deixando o médico se aproximar.

Tanto que é Renato que incentiva a mocinha a testar se Gael (Sérgio Guizé) mudou mesmo ou só está se fazendo de bom moço para reconquistá-la. Para se redimir, o médico vai ajudar Clara a colocar o badboy na cadeia. Além de ir para o hospital mesmo não sendo o seu plantão no dia que a mocinha marca um encontro com o ex, ele não vai deixar chamarem a família do badboy no dia que ele for preso por Bruno (Caio Paduan). Assim, Gael vai direto para o presídio, impedindo que Sophia (Marieta Severo) mexa os seus pauzinhos para evitar a prisão do filho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Outro Lado do Paraíso Josafá erra e Cido leva tiro no lugar de Sophia

Em outra ocasião, Clara vai encontrar o médico e questionar porque não a tirou do hospício quando descobriu que Sophia a internou lá. “Eu não sabia como ela conseguiu te internar. Eu queria te ajudar a fugir. Mandei meu currículo e consegui o emprego de médico no hospício. Todo hospício precisa de um clínico geral. Foi quando nos encontramos”, explica ele, que jura que teve boas intenções ao tentar tirá-la do hospício. “Examinei o lugar. Era cercado por penhascos. Só tinha uma saída. Pelo pequeno embarcadouro, que era vigiado pela direção. Muito bem vigiado. Foi quando dona Beatriz (Nathalia Timberg) morreu. Eu tive aquela ideia”, diz. “Estava desesperada para sair de lá. Aceitei. Você não sabia que os caixões eram jogados do penhasco?”, questiona a mocinha. “Alguns não. Foi o que me confundiu. Depois descobri. Só os corpos reclamados pela família, iam pro continente. Eram enterrados de acordo com os desejos da família”, se justificará.

Depois de muita conversa, Renato se oferece para ajudá-la a reconquistar o filho. Mas Clara quer mais que isso, quer vingança. “Veio se vingar? Do Gael? O Gael já tá na cadeia”, diz. “O Gael é o primeiro. Mas a Sophia nunca teria conseguido me internar sem a ajuda do delegado, que ignorou minhas denúncias. Do psiquiatra que fez um laudo dizendo que não estava de posse de minhas faculdades mentais, quando provavelmente ele próprio forneceu o remédio. Do juiz que me interditou, baseado em uma única opinião”, declara a mocinha, que pergunta ao médico: “Quer provar que está do meu lado? Que me ama? Então me ajude. Quero me vingar de um por um”. Renato aceitará prontamente. “Eu ajudo você a se vingar. Por amor”, diz o médico que nesse momento beija Clara. A mocinha dirá que está com o coração fechado, mas que aceita a ajuda dele na vingança. “O primeiro de quem vou me vingar. O delegado, o psiquiatra e o juiz. Escolha um dos três!”, pedirá.

Renato vai voltar a encontrar Clara e já terá um plano em mente. “Eu só tenho suspeitas. Suficientes pra você escolher teu primeiro alvo. Quando Cido (Rafael Zulu), o motorista, foi baleado, o doutor Samuel não teve uma reação comum. Ficou nervoso. Internou o rapaz num apartamento de luxo. Eu já tinha levado o Cido pra enfermaria. Ele me fez remover o sujeito pra um apartamento privado. Eu me perguntei: seriam ordens da Sophia?”, dirá o médico, afirmando que Sophia absorveu os custos só depois de conversar com Samuel (Eriberto Leão). “Sempre me pareceu alguém que esconde alguma coisa. Suspeito que tem uma vida dupla”, completará. “Assinou um laudo dizendo que eu estava louca. Mesmo sabendo que eu não estava. Como a Sophia conseguiu isso? Ele arriscou sua carreira, seu nome, quando assinou esse laudo. Por quê?”, dirá Clara. “A Sophia deve saber de alguma coisa da vida dele. Dessa vida dupla”, conclui Renato. “Por isso ela tem esse psiquiatra nas mãos. É ele sim. Meu primeiro alvo”, afirmará Clara.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais