O Outro Lado do Paraíso: Acusado de estupro, Gael é impedido de receber visita íntima de Aura

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de ser chantageado e apanhar na prisão, Gael (Sérgio Guizé) vai receber a visita de Sophia (Marieta Severo), que fica horrorizada ao ver o filho. “Gael, está todo machucado”, diz. “Caí no chão”, mente o badboy. “De longe se vê que levou uma surra, eu vou denunciar”, grita a vilã. “Mãe, se denunciar, é assinar meu atestado de óbito…se mudar de cela é ainda pior, eu fiz um trato”, diz o rapaz que entrega uma lista com números de contas dos presidiários para a mãe depositar dinheiro. “Eu comprei minha vida, se não depositar já era”, continua.

Leia também: Globo renova contrato com ator de Novo Mundo, confirmado na próxima temporada de Malhação

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sophia então conversa com o diretor do presídio para tentar melhorar a situação do filho na instituição penal, mas não conseguirá muita coisa. “Sei muito bem quem a senhora é. A dona das minas de esmeraldas. É conhecida em todo país. Mas é impossível relaxar a prisão do seu filho. Foi acusado de crime hediondo. Tem que passar pelo tribunal”. Sophia vai tentar ‘comprar’ o diretor, mas o advogado a impedirá.

Para tentar compensar de alguma maneira o sofrimento do filho, Sophia vai levar Aura (Tainá Muller) para ver Gael no dia da visita íntima. “Ainda bem que trouxe comida, a daqui é um lixo… Aura, veio me visitar. Nem devia. Eu sumi, não te mereço”, diz o badboy. “Gael, sumiu tantas vezes. Mas eu perdoei. Eu dei meu nome”, diz. “Deu teu nome?”, quer saber o rapaz. “Na entrada, vim te fazer uma visita como deve ser. Uma visita íntima”, esclarece.

Porém, mais uma vez, as coisas não vão terminar bem para Gael. É que os presos acabam barrando o casal e proibindo o encontro íntimo. “O filhinho da mamãe tem bom gosto. Mas ela não vai. Tá barrada”, diz um dos presos. “Barrada por quê?”, quer saber a moça. “Eu sou homem como vocês, tenho direito”, argumenta o badboy. “Aqui quem diz o que pode e o que não pode sou eu. Não vai, estuprador não vai”, diz outro preso. Aura vai se assustar: Gael, foi preso por isso? Estupro?”. O filho de Sophia até tenta negar que tentou estuprar a ex-mulher, mas de nada vai adiantar. “Eu vou embora sim. Imaginei que tinha sido briga co a ex-mulher. “Gael, essa foi demais, até pra mim que já engoli muito sapo. To indo. Não volto”, diz Aura.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais