Malhação se torna a única novela inédita da Globo

Por conta do coronavírus, todas as demais faixas estão ocupadas por reprises

Publicado há 4 meses
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em tempos de coronavírus, a programação das emissoras de TV aberta vem adotando formatos bem diferentes do usual – e, no caso da Rede Globo, essa tendência está mais perceptível do que nunca. Recorrendo a reprises para cobrir a ‘quarentena’ de cada uma de suas faixas de novelas, pela primeira vez em sua história a emissora apresenta, ao longo desta semana, apenas uma saga inédita: Malhação: Toda Forma de Amar.

A saga de Rita (Alanis Guillen) e Filipe (Pedro Novaes) chega ao fim na próxima sexta-feira (3), mais de um mês antes do previsto – as gravações tiveram de ser encerradas às pressas em virtude da pandemia. Na segunda (6), a faixa também dará lugar a uma reapresentação – da temporada Viva a Diferença (2017) -, limando, aí sim, o último resquício de novidade dramatúrgica da grade da ‘platinada’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O horário nobre, como se sabe, foi o primeiro a entrar em quarentena, com a substituição de Amor de Mãe, interrompida até segunda ordem, pela edição especial de Fina Estampa (2011). Na última segunda (30), foi a vez de as faixas das 18h e das 19h também aderirem ao esquema. Concluída normalmente, Éramos Seis cedeu lugar à reprise de Novo Mundo (2017), enquanto Totalmente Demais (2015) veio cobrir as férias da temporariamente suspensa Salve-se Quem Puder.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais