Leôncio tem alucinações depois de tomar remédio enviado por Tomásia em A Escrava Isaura

Publicado há 10 meses
Por Arthur Pazin
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No capítulo que vai ao ar nesta segunda-feira (13), na Record TV, em A Escrava Isaura, Leôncio (Leopoldo Pacheco) ficará fora de si depois de tomar um misterioso remédio enviado por Tomásia (Mayara Magri), que pretende pregar-lhe uma peça.

O medicamento chegará às mãos de Leôncio por Raimundo (Rômulo Delduque), que fará o serviço para a Condessa e mentirá para o patrão dizendo que o produto foi enviado por um mensageiro a mando do médico, Dr. Paulo (Fábio Junqueira).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Então o Dr. Paulo se arrependeu de me receitar só maracujá. Quem sabe assim essa noite eu consiga dormir um pouco melhor”, comemorará o vilão, que, imediatamente, vai beber a solução.

Enquanto isso, Tomásia compartilhará com Gioconda (Miriam Mehler) a felicidade pelo plano ter dado certo. “Ah, mas eu pagava pra ver a cara do Leôncio se contorcendo. Raimundo disse que esse remédio é muito forte. O patife vai ter uma das piores noites de sua vida”, confessará.

A mãe da Condessa lembrará à filha que ela não pensou nas consequências que poderá ter. “Louco, fora de si, Leôncio é capaz de machucar alguém. Quando começar o ataque de loucura, reze para que ele não fira ninguém”, advertirá a idosa.

Mais tarde, os efeitos do medicamento começarão a surgir e Leôncio, ao descer pelas escadas, não vai conseguir manter o equilíbrio, precisando sentar-se. “O que colocaram nesse remédio? Veneno?“, questionará o vilão para si mesmo.

Sem conseguir enxergar direito, ele tentará caminhar pela sala de sua casa e voltará a ver a imagem do pai. “Saia daqui“, vai gritar o crápula, com aparência de medo. “O seu lugar é no inferno, Leôncio”, dirá o falecido, deixando o filho assustado. “Vosmecê não existe. É uma alucinação. É um pesadelo”.

O fantasma de Leopoldo (Rubens de Falco) continuará a assombrá-lo. “Vosmecê vai sentir no lombo a dor de um escravo” e ele vai se imaginar sendo chicoteado por André (Deo Garcez) enquanto é assistido pelo pai. “Isso é apenas o começo”, lembrará o Comendador.

Leôncio, então, já no chão, se verá na cama com uma máscara de ferro e todo machucado. Belchior (Ewerton de Castro) e Chico (Jonas Mello) chegarão ao local e perguntarão o que está acontecendo. Sem noção de nada, Leôncio os expulsará, pensando que se tratam de escravos. “Saiam daqui, negros malditos“, ordenará.

A dupla ficará procurando pelos escravos e o chefe pedirá ajuda. “Tirem essa máscara da minha cara”. Chico, então, vai perceber que há algo de errado. “Ih, ele tá delirando”, comentará o feitor.

Belchior também opinará sobre a cena. “Não sei não, mas acho que ele tá ficando louco. Endoidou de vez”. Os dois tentarão levantar o fazendeiro do chão e os colocarão no sofá. O fazendeiro relutará. “Sai, negro”, repetirá.

Os capangas sairão e Leôncio, sozinho na sala, continuará com suas visões do pai. “O inferno está dentro de vosmecê. Seus sofrimentos não vão ter fim”, atormentará Almeida, que vai pedir para que o filho desista da vida de maldades. Esgotado, Leôncio gritará por Raimundo e mandará o pai para o inferno.

O funcionário chegará ao local e Leôncio perguntará se ele está vendo seu pai. Ele lembrará que o pai dele está morto e que não há ninguém na sala. O patrão se mostrará desesperado e Raimundo lhe indagará se ele está vendo fantasmas. “Foi esse maldito remédio que você me deu”, responderá Leôncio.

O empregado lembrará que o item foi enviado pelo Dr. Paulo e recomendará ao patrão dar uma volta. “Parece que o sinhozinho ficou muito fora de si hoje”, analisará. Na sequência, o vilão vai querer descontar a raiva nos escravos João (Ivan de Almeida) e Joaquina (Chica Lopes), que estarão trancados no quarto de castigo.

Mas chegando lá, Leôncio continuará fora de si e pedirá para Joaquina não contar nada para sua mãe, pois ele tem medo de ser castigado e de levar uma surra de vara de marmelo. Chico e Belchior voltarão à fazendo com Dr. Paulo, que ao chegar no local vai ser recebido por Leôncio com uma arma, que confundirá o médico com escravos.

“Calma, sou eu. Dr. Paulo”, dirá o profissional, que vai partir pra cima de Leôncio e tentar desarmá-lo. Ele conseguirá tirar a arma da mão do paciente, que ficará ainda mais furioso. “Me ajudem. Esse negro está me atacando”, gritará.

O médico pedirá a ajuda dos capangas. “Temos que amarrá-lo e levá-lo para o quarto. Vamos”. Ao acordar no outro dia, o fazendeiro irá ameaçar Raimundo pelo remédio tomado. Mais Informações, curiosidades, sinopse, personagens e o resumo diário e atualizado dos capítulos de A Escrava Isaura

Confira o resumo dos capítulos das outras novelas da TV Globo, SBT, Record TV e Band.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais