Laila e sua família são acolhidos pelo Padre Zoran em centro para refugiados em São Paulo

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta terça-feira, a Globo estreia sua nova novela das 18h. Órfãos da Terra, é escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid, com direção artística de Gustavo Fernandéz. A história traz como pano de fundo a vida dos refugiados sírios, moradores do Brasil. Inicialmente a trama se passará entre 2015 e 2016, e posteriormente terá um salto de 3 anos.

Após a primeira noite de amor, o navio está prestes a ancorar no porto de Santos e Laila (Julia Dalavia) ainda está na cabine de Jamil (Renato Góes). A moça desperta e veste-se o mais depressa que pode e despede-se do amado. Ele então, anota seu número de celular e o endereço e telefone da casa do amigo onde ficará hospedado. E marcam assim um novo encontro.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Laila sai correndo e acaba encontrando sua mãe, que a estava procurando enfurecida. Missade (Ana Cecília Costa), suspeitando que Laila teria passado a noite com o rapaz, arranca das mãos da moça o papel dado por Jamil, contendo seu número e joga ao mar. Não há tempo para questionamentos, brigas ou discussão, eles precisam desembarcar, pois Elias (Marco Ricca) já espera pelas duas.

A chegada

Em Santos, Elias, Missade e Laila dão entrada no pedido de refúgio. Como a família não tem o endereço de Rania (Eliane Giardini), nem lugar para se hospedar, são apresentados ao Padre Zoran (Angelo Coimbra), que está por ali assistindo alguns refugiados que chegaram clandestinamente. Eles então são acolhidos temporariamente por uma central de ajuda a refugiados, localizada na zona central de São Paulo, dirigida pelo próprio padre.

Lá, a família conhece o advogado Rogério Pessoa (Luciano Salles) e a médica, Dra. Letícia Monteiro (Paula Burlamaqui), outros voluntários.  Além disso, travam contato com outros refugiados, como o também médico sírio Faruq Murad (Eduardo Mossri), a professora congolesa Marie Patchou (Eli Ferreira) e o músico haitiano Jean-Baptiste (Blaise Musipere).

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio