Emocionante

Jovem teve a vida salva por causa de O Rei do Gado e o autor se comoveu: “Só essa história vale todo o trabalho”

O pai desistiu de colocar a filha adolescente grávida na rua por causa de atitude de personagem

Publicado em 26/05/2023

Responsável pela autoria de O Rei do Gado, novela das 21h que está na reta final em Vale a Pena Ver de Novo, Benedito Ruy Barbosa revelou em entrevista ao livro Autores: Histórias da Teledramaturgia (2008) uma situação inusitada que viveu na época da primeira exibição do folhetim.

“Uma professora universitária foi à minha casa dizer que ia percorrer o Brasil, com pouco mais de 20 alunos, para fazer uma pesquisa sobre a repercussão da novela na sociedade. Tempos depois, ela voltou e me contou que tinha estado em vários lugares e constatara a importância da discussão sobre a terra nas comunidades locais. ‘Você não sabe como é importante quando você fala que não é justo invadir uma terra produtiva, quando diz que Deus fez o mundo sem dividir terra com ninguém, e que só merece a terra quem a faça produzir para si e seus semelhantes. Essa é a lei dos sem-terra’”, contou o novelista.

“Ela disse que, numa cidadezinha do Ceará, o prefeito tinha botado um televisor num jardim, e todo mundo se reunia ali para assistir à novela. E que um senhor, que estava sempre presente, sentado num banquinho, fumando seu cigarrinho, de palha, contara que gostava da novela porque ela retratava a vida deles. Esse mesmo senhor, que estava disposto a expulsar de casa a filha de 16 anos porque ela tinha engravidado, mudou de ideia quando viu a cena do senador Caxias pegando o neto no berço. A filha do senador também tinha engravidado sem casa”, destacou o escritor.  

“Ele pensou: ‘se um senador da República pode ter um neto de um pai vagabundo, por que eu não posso? Não vou botar minha filha para fora, ela vai ter meu neto na minha casa’. Só essa história já vale todo o trabalho. E a professora foi lá em casa me contar pessoalmente, porque achava que eu devia saber”, concluiu Benedito.