Implacável, Fernandinho Beira-Mar admite lista de crimes em entrevista ao Conexão Repórter

Publicado há um ano
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em mais uma reportagem da série Conexão Repórter – 10 Anos, o programa desta segunda-feira (9) apresenta uma entrevista exclusiva de Roberto Cabrini com Fernandinho Beira-Mar.

Preso próximo à floresta, onde foi descoberto em seus dias
com a guerrilha, o “Senhor do Tráfico” concede uma de suas mais longas
entrevistas. Nasceu Luís Fernando da Costa, um nome emblemático, temido e
respeitado no mundo do crime.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Audacioso, implacável, cerebral e, por vezes, cruel, ele se
diz avesso à hipocrisia e se descreve como alguém que paga pelo que fez. O
entrevistado admite uma lista de crimes que incluem execuções sumárias,
afirmando que também paga pelo que não fez.

O jornalístico traça sua trajetória da baixada fluminense para o poder nos morros cariocas e, dali, para as alianças com guerrilhas na América Latina, que fizeram Fernandinho dominar o tráfico do Rio de Janeiro, chegando a comercializar 70% das drogas em território brasileiro.

O telespectador também vai ver a resposta do Estado a um detento que sempre desafiou o sistema, comandando
rebeliões, empreendendo fugas e comandando o tráfico mesmo atrás das grades.
Cabrini revela sua lógica, seus medos e conflitos, mostrando quem é Beira-Mar
de fato, como funciona sua mente e qual sua verdadeira história.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio