Globo Repórter embarca numa surpreendente viagem pelo Peru

Publicado há 3 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma viagem de dois mil quilômetros pelo Peru, da costa à Amazônia, enfrentando as maiores altitudes das Américas. É o que vai mostrar o Globo Repórter desta sexta-feira, dia 13. Para o repórter Dirceu Martins, valeu o esforço: “É um dos lugares mais bonitos do planeta”. Durante a subida da Cordilheira dos Andes, a equipe do programa viaja de carro e a cavalo, escala montanhas geladas a pé e dorme em barracas montadas ao livre, com temperaturas que chegam a 20 graus negativos. No único povoado do caminho, conhece uma maneira diferenciada de cozinhar: as pedras servem como forno e, depois de posicionada, a comida é coberta com terra e mato.

Leia também: Em meio a tantos humorísticos ruins, Lady Night é um oásis no Multishow

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Pelo caminho, a equipe encontra uma floresta de pedra e lagoas de degelo de um azul intenso. Do outro lado da cordilheira, um rio de água fervente, com temperatura que passa dos 80 graus, capaz de cozinhar um ovo e até macarrão. O programa também chega a um dos lugares mais preservados do planeta onde, por conta da qualidade do meio ambiente, encontra macacos de pelagem perfeita, os pássaros mais raros e coloridos das Américas e papagaios e araras que comem barro.

A partir de segunda-feira, dia 16, o ‘Globo Repórter’ ganha mais espaço na programação da Globo e passa a ser exibido de segunda-feira a sexta-feira, às 4h15, no ‘Seleção Globo Repórter’. A temporada reúne programas dos últimos cinco anos sobre economia, saúde e comportamento. A novidade antecipa a faixa de jornalismo na programação da Globo, que já inclui o ‘Hora 1’, os telejornais locais e o ‘Bom Dia Brasil’.

Na estreia, será exibido o programa ‘Arte como Passaporte’, com o qual o ‘Globo Repórter’ concorreu ao Emmy Internacional de Jornalismo deste ano. O programa, conduzido por Renato Machado, mostra como a arte mudou a vida de jovens de comunidades pobres brasileiras, que venceram dificuldades e estão brilhando no Brasil e no exterior. Na comunidade de Heliópolis, favela mais populosa de São Paulo, a reportagem mostra o Instituto Baccareli, que atende mais de 1.300 crianças a partir de 4 anos. Entre eles, Felipe, que escolheu aprender a tocar viola clássica por causa do som, e Aline, que fez mestrado em música clássica na Suíça e acabou ficando por lá. Cercada de montanhas e castelos, ela se aperfeiçoou no trombone e hoje faz parte de uma orquestra. Em Nova York, o programa encontra a bailarina carioca que aprendeu a dançar em um projeto da Mangueira e faz sucesso nos palcos americanos. Ingrid conta que a adaptação foi muito difícil, mas atualmente ela adora morar e viver do balé nos Estados Unidos.

O ‘Globo Repórter’ vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 13, depois da novela ‘A Força do Querer’. O ‘Seleção Globo Repórter’ vai ao ar de segunda-feira a sexta-feira, às 4h15 da manhã, a partir de segunda-feira, dia 16.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio