Gabriela Spanic conta que não gosta de interpretar mocinha: “Lágrimas custam dinheiro”

Publicado há um ano
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Danilo
Gentili
entrevista Gabriela Spanic no The
Noite
desta quinta-feira (13), no SBT. Na atração, atriz venezuelana
recorda o sucesso de Usurpadora, que a consagrou como a inesquecível
Paola Bracho, e revela detalhes dos bastidores das gravações da novela.

Sou
muito privilegiada. Agradeço todo dia por ser um fenômeno essa novela que me
trouxe muitas bênçãos
”, afirma Spanic. Sobre a emblemática vilã, ela destaca
que a personagem virou um modelo entre o público: “Paola ficou como um ícone
das mulheres, dos gays, em todas as gerações
”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gabriela acredita que as vilãs atuais não são tão lembradas justamente por terem uma personalidade mais próxima da realidade. “O público precisa desse personagem que não é real, porque se querem ver algo real veem as notícias”, comenta, ressaltando o carinho que recebe dos fãs até hoje: “essas demonstrações de carinho jamais vão sair do meu coração, vou levar até o túmulo”.

A construção de Paola e Paulina

Ao
longo da conversa com Gentili, a estrela internacional ainda recorda ter
construído os trejeitos e falas das gêmeas Paola e Paulina com dicas da diretora
Beatriz Sheridan. A profissional a aconselhava usar seus chakras para
liberar energias diferentes para as protagonistas.

Ela
dizia que Paola era muito sexual. E que eu tinha que contrair o plexo sexual. E
para Paulina eu teria que levar a voz ao coração
”, explica. A convidada
afirma também preferir interpretar vilãs e justifica: “as boazinhas tem que
chorar e eu não gosto. Lágrimas custam dinheiro
”.

Em
outro momento, Gabriela Spanic conta que, apesar de ter uma irmã gêmea na vida
real, fez sozinha os papéis de A Usurpadora: “trabalho dobrado e só
um salário
”.

Spanic revela o desejo de fazer novela no Brasil e comenta: “Nos Estados Unidos, Colômbia, México, Venezuela. Trabalhei em todas (as emissoras destes países), só me falta uma, o SBT”. Antes da entrevista ser encerrada, a atriz embarca em uma brincadeira com Danilo Gentil. Ela sofrerá ‘ataques’ de uma suposta Paola que voltou para persegui-la.

Gabriela Spanic no The Noite com Danilo Gentili (Foto: Gabriel Cardoso/ SBT)
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio