Fátima Bernardes surpreende ao responder se aceitaria que os filhos chamassem a madrasta de mãe

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na edição desta segunda-feira (1) do Encontro com Fátima Bernardes, o formato falou sobre a relação dos pais separados com alguns questionamentos e situações que podem acontecer com os filhos.

Leia: Fátima Bernardes e William Bonner evitam encontro em gravação na Globo

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma indagação que foi realizada no formato era como os pais reagiriam se os filhos perguntassem se poderiam chamar a madrasta de mãe. A apresentadora da atração surpreendeu com a resposta.

Saiba mais: Marília Gabriela participa do Encontro e a web se impressiona com a idade e discurso da famosa

“Eu não conseguiria dizer que pode chamar de mãe. Eu falaria a mamãe é mãe, assim como papai vai ser sempre seu papai, a gente sendo separado ou não. Mas você pode ter um tio, um amigo aqui e outro lá. Porque eu quis tanto ser mãe…Ah não, não divido esse título assim”, afirmou a famosa.

“Mas óbvio, se fosse uma criança pequena, quanto mais você tem essa relação bacana com o outro lado, acho incrível”, observou Bernardes.

Fátima Bernardes desmente fake news sobre o Encontro ter reformado casa do homem que esfaqueou Bolsonaro

No último dia 20, Fátima Bernardes compartilhou um vídeo pelo Instagram no qual fala sobre a fake news que anda circulando pela web que diz que o Encontro reformou a casa do homem que esfaqueou Jair Bolsonaro (PSL).

“Mais uma notícia falsa circulando pela internet me obriga a fazer esse esclarecimento. Eu não reformei a casa do esfaqueador do candidato à presidência da república pelo PSL. Toda a minha vida pública sempre foi pautada no respeito à vida humana, independentemente de credo, cor, gênero, ideologia”, afirmou a comunicadora.

“Eu jamais apoiaria qualquer ato de violência. Espalhar uma notícia falsa sem verificação é uma irresponsabilidade que não colabora em nada no momento em que a gente está vivendo”, concluiu Bernardes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio