Em solidariedade com grevistas da TV Brasil, Pedro Cardoso abandona Sem Censura no ar

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos mais conhecidos e respeitados atores do Brasil, o ator Pedro Cardoso, conhecido por ter feito Agostinho Carrara no seriado A Grande Família, da Globo, deixou o programa Sem Censura, da TV Brasil, no ar nesta tarde de quinta-feira (23).

Pedro foi convidado para falar sobre seus novos trabalhos. No ar, já entrevistado pela apresentadora Vera Barroso, ele disse que não iria responder nenhuma pergunta sobre o assunto que foi falar, por solidariedade aos grevistas da Empresa Brasil de Comunicação, órgão ligado ao Governo Federal e mantenedora da TV Brasil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Durante entrevista, Pedro Cardoso dispara: “Percebi que existe vida fora da Globo”

“Quando cheguei aqui, eu encontrei uma empresa em greve. E eu não participo de programas em empresas que estão em greve. Não me cabe julgar, não estou a par, não conheço a negociação. E nem me cabe falar sobre quem está fazendo a greve ou trabalho, e cabe o meu respeito para todos vocês”, disse.

“Mas diante deste Governo que está comandando o Brasil, eu tenho convicção que as pessoas que estão fazendo a greve estão cobertas de razão. Então, eu não vou falar sobre o assunto que vim falar, e também sobre nenhum outro”, afirmou.

Além disso, Pedro Cardoso criticou o presidente da EBC, Laerte Rímoli, que ironizou a atriz Taís Araújo no Facebook Taís disse que pessoas mudam de calçada por causa da cor negra de seu filho.

Américo ironizou o disse que Taís no último domingo (19), quando replicou um post com a imagem de um homem em queda livre ao lado de um avião. “Passageiro pula de avião ao constatar que Taís Araújo estava a bordo”, escreveu o executivo. Nesta quarta, ele pediu desculpas pela postagem que chamou de “inadequada”.

“Quando cheguei, soube que o presidente desta empresa, que pertence ao povo brasileiro, fez comentários extremamente inapropriados a respeito do que teria dito contra uma colega minha, onde a presença do sangue africano é visível na pele. Porque o sangue africano está presente em todos nós, e alguns de nós está presente na pele. Então, se esta empresa tem na presidência uma pessoa que fala contra isso, eu não posso ficar aqui”, afirmou Pedro, de forma nervosa.

Pedro, então, disse que iria se levantar e iria embora. Nitidamente surpresa, Vera Barroso disse que respeitava a opinião e a posição de Pedro. Ele, antes de deixar o estúdio, cumprimentou a apresentadora. “Obrigada, tá?”, afirmou Vera, que logo após, chamou o intervalo.

Depois de sair do programa, Pedro se juntou aos grevistas que estavam na frente do canal, em Brasília, e reforçou o apoio dado em um vídeo gravado para o movimento. O ator disse que todos poderiam contar com ele quando precisassem. Ele foi elogiado pela atitude pelos trabalhadores.

O vídeo do momento já viraliza nas redes sociais, com a grande maioria das pessoas concordando com Pedro Cardoso. A EBC está em estado de greve desde o dia 14 de novembro. Os grevistas pararam os trabalhos por conta do congelamento dos salários e a retirada dos direitos do acordo coletivo feito em 2014 com o Governo Federal.

O movimento tem apoio dos trabalhadores da EBC das praças de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro e Maranhão. Os grevistas pedem também melhorias financeiras e de estrutura na emissora. O pedido dos trabalhadores é para que o salário seja reajustado em 4%. O Governo quer manter tudo do jeito que está e argumenta que a crise é a principal culpada.

Veja o vídeo de Pedro Cardoso:

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais