Em missa de sétimo dia, Déa Lúcia canta música para Paulo Gustavo; Susana Garcia critica negacionismo

A cerimônia foi realizada na noite desta terça (11)

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Realizada na noite desta terça (11), a missa de sétimo dia da morte de Paulo Gustavo deixou muitas pessoas emocionadas. Transmitida pelo Multishow, a cerimônia contou com familiares e amigos do ator, que prestaram as últimas homenagens.

O grande momento foi protagonizado por Déa Lúcia, mãe de Paulo, que dedicou a ele a famosa música Fascinação. Ela fez o público chorar ao interpretar a canção. Além disso, agradeceu o apoio de todos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Gratidão eterna aos amigos que estão aqui. Foram 54 dias de sofrimento, mas vocês me ajudaram. Queria deixar um beijo para todos os fãs do Brasil, cada um que, na sua religião, orou para o Paulo Gustavo. Ele se curou, foi embora, está lá em cima. Me coloco de joelhos por todas as mães que perderam seus filhos. É muito triste. Um filho nunca deveria ir embora antes da mãe”, disse.

Quem também se destacou na cerimônia foi a médica Susana Garcia, grande amiga do humorista. Em seu discurso, ela criticou o negacionismo à pandemia e a demora na vacinação.

“Você e muitas pessoas morreram porque não tiveram direito a duas doses da vacina. Apenas duas doses de uma vacina que já existe. Essa dor não pode ser em vão. Agora, nós seremos a coragem contra tudo que nega a vida”, destacou.

Thales Bretas também prestou sua homenagem ao marido. “Meu amor, durante os últimos sete dias revisitei os sete anos que vivemos juntos. Dias intensos, repletos de sensações e sentimentos, como tinha q ser com você. O amor é transformador, e o nosso não só me evoluiu para sempre como também alcançou milhares de famílias, como um símbolo de tolerância, respeito e união”, relatou, emocionado.

Assista aos momentos:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio