Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
De 1993

Conheça curiosidades de Renascer, novela clássica que estreia no Globoplay

Trama foi escrita por Benedito Ruy Barbosa

Publicado em 11/10/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

A novela Renascer, escrita por Benedito Ruy Barbosa e exibida originalmente em 1993, entra nesta segunda-feira (11) para o catálogo do Globoplay. Agora os assinantes poderão conferir a trama, considerada um dos maiores sucessos da teledramaturgia brasileira.

Exibido uma vez no Vale a Pena Ver de Novo e duas vezes no canal Viva, o folhetim traz inúmeras curiosidades, da fase de produção a detalhes dos roteiros e das gravações.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Podemos começar falando sobre a primeira fase da novela, que arrebatou o público de tal forma, que foi decidido em cúpula da Globo que deveriam ser reduzidos alguns capítulos para não ofuscar a segunda etapa. O ritmo vagaroso com que Ruy Barbosa narrou a história no começo foi um dos responsáveis para a determinação.

Dois atores despontaram na Globo como protagonistas: Patrícia França e Leonardo Vieira. O sucesso deles foi tanto, que imediatamente foram escalados para papéis principais de uma novela: Sonho Meu (1993 / 1994).

Igualmente, um veterano das novelas chamou a atenção, não só do público, como também do autor: Antonio Fagundes, que viveu José Inocêncio na fase adulta. O ator firmou a partir de Renascer uma parceria com o autor, a qual levaria a sua escalação em cinco novelas posteriores, incluindo a mais recente Velho Chico (2016).

E se alguns atores foram louvados, outros foram duramente criticados, como foi o caso de Adriana Esteves. A esposa de Vladmir Brichta interpreta Mariana, uma das protagonistas da trama. Em entrevista ao Estadão, a atriz explicou o que pode ter causado a rejeição de sua personagem.

“Mariana era uma personagem muito só, e acho que não ficou claro na época se ela seria apenas uma mulher em busca de vingança. A paixão dela pelo filho (João Pedro) e o envolvimento amoroso com o pai (Zé Inocêncio) também não foram muito aceitos”, pontua Adriana.

Um tema polêmico também causou alvoroço entre quem assistia Renascer à época. Trata-se do hermafroditismo, representado no folhetim por Buba, personagem de Maria Luísa Mendonça. Com os dois sexos, tinha o sonho de engravidar de Zé Venâncio, papel de Taumaturgo Ferreira.

Benedito ainda ousou em retratar um romance proibido entre um padre e uma fiel, vividos por Jackson Costa e Tereza Seiblitz, assim como a gravidez na adolescência com a personagem de Paloma Duarte, um tabu para o início da década de 90.

Renascer foi marcada por alguns afastamentos de atores durante a exibição. Osmar Prado foi um deles. Mesmo fazendo sucesso na pele de Tião Galinha, o veterano pediu para sair após uma suposta briga com um dos diretores executivos e a morte do personagem foi adiantada. O ocorrido foi tão traumatizante para Prado, que ele optou seguir no SBT por um tempo.

Zé Venâncio, papel de Taumaturgo Ferreira também precisou ser morto antes do tempo. O motivo seria o descontentamento do autor e do diretor da novela pela construção do personagem. Isso levou o ator a sair da Globo, assim como Osmar Prado.

Os prêmios de Renascer são um caso à parte, pois foram conquistados os principais do ano de 1993. Antônio Fagundes, Osmar Prado, Regina Dourado, Jackson Antunes foram os atores mais condecorados.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....