Como Será?: O estímulo ao estudo é o tema da série Adolescentes

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como estimular os jovens a se interessar pelos estudos é uma das principais preocupações dos pais. O ‘Como Será?’ aborda o tema no programa deste sábado, dia 18, dentro da série ‘Adolescentes’. O repórter Rogério Coutinho participa de uma aula de Filosofia de dois professores que, pensando em deixar as aulas mais interessantes, revolucionaram o ensino da disciplina em uma escola do Rio de Janeiro. Cecilia e Daniel implementaram várias mudanças: a aula é dada por dois professores conjuntamente, a sala de Filosofia foi montada e decorada pelos próprios alunos e os temas a serem discutidos também são levados por eles. O método já comprovou que o interesse dos alunos aumentou e a troca de conteúdos entre eles e os professores se tornou bem mais intensa e interessante. No estúdio, Sandra Annenberg recebe a família Fernandes, formada por Érika (mãe), Wilson (pai), Fernando e Maria Luiza (filhos), para o bate-papo. Além deles, também participa da conversa o educador Fábio Augusto Machado, que fala sobre a importância do estudo e como os pais podem acompanhar esse processo. Eles conversam sobre a relação dos jovens com a escola de hoje e o que é possível melhorar no atual cenário. Os convidados também assistem ao depoimento de João Victor Vasconcelos Ponte, 1º colocado no curso de engenharia de computação da USP com nota a nota máxima na redação do Enem.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ainda dentro do ambiente escolar, Sandra recebe no estúdio a nutricionista Elaine Pádua, que ensina como montar lanches saudáveis e saborosos para as crianças levarem para a escola. Ela dá dicas de como escolher os alimentos, conservá-los e combiná-los na hora de montar a refeição na lancheira. Durante a entrevista, o público aprende a montar cinco lanches a partir das indicações de Elaine.

Reportagem gravada em Palmas mostra a história de Alice Arrais, de 6 anos, que demonstrou todo seu amor pelo irmão, Artur, de uma forma bem diferente. Tudo começou quando a escola onde a menina estuda estimulou os alunos a desenvolver uma ideia para escrever um livro. Entre histórias de aventura e amizade inventadas pelos coleguinhas, Alice escolheu ‘escrever’ o livro Um Irmão Especial, sobre Artur, que tem síndrome de Down. A homenagem emocionou todos na escola.

A repórter Mariane Salerno investiga o panorama mundial das chamadas doenças negligenciadas – aquelas que, por diferentes motivos, deixam de ser prioridade para investimentos em pesquisas e soluções por parte de governos e da indústria farmacêutica. Ela conversa com um infectologista no tema que explica quais são essas enfermidades – normalmente comuns em países pobres, como a tuberculose e a Doença de Chagas – e que tipos de pesquisas existem para erradicá-las. Segundo o especialista, o Brasil é o país com maior número de doenças negligenciadas no mundo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais