Como a Camila de Órfãos da Terra, relembre as jovens insuportáveis das novelas

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar desde o dia 2 de abril, Órfãos da Terra, trama das 18h de Duca Rachid e Thelma Guedes, está recuperando a audiência do horário. O folhetim sobre os refugiados sírios possui vários personagens interessantes, entre eles uma vilã em especial.

Camila (Anaju
Dorigon), filha de Rania (Eliane Giardini) e Miguel (Paulo Betti), a morena não
mete esforços para alcançar os seus objetivos e também não segura a língua,
sempre soltando comentários desagradáveis destinados a todos que estão ao
redor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Esse tipo de
personagem costuma estar presente na teledramaturgia brasileira. Relembre jovens
que assim como Camila, fizeram os telespectadores pegarem ranço.

Rochelle Giovanna Lancellotti) – Segundo Sol  (2018)

Rochelle (Giovanna Lancellotti) em Segundo Sol (Divulgação/ TV Globo)

Na recente trama de
João Emanuel Carneiro, Rochelle era uma típica patricinha. Blogueira, a moça
mimada destratava quem julgava ser inferior e fazia de tudo para se dar bem. No
fim, viu sua família ficar pobre, teve uma doença e conseguiu se regenerar.

Letícia (Isabella Santoni) – A Lei do Amor (2016)

Letícia (Isabella Santoni) de A Lei do Amor (Reprodução/TV Globo)

Filha de Helô (Claudia
Abreu) e Pedro (Reynaldo Gianecchini), Letícia teve que enfrentar uma leucemia
e passou a ser manipulada pelo padrasto, Tião (José Mayer), que não aceitava o
fim do casamento que tinha com a mãe da jovem.

A personagem chegou a
sofrer rejeição do público, que criou grande antipatia. Ao fim, consegue passar
por uma mudança ao se apaixonar por Antonio (Pierre Baitelli), com o qual se
casou e teve um filho.

Luiza (Bruna Marquezine) – Em Família (2014)

Luiza (Bruna Marquezine) de Em Família (Divulgação/TV Globo)

Na última produção
escrita por Manoel Carlos para o horário das 21h, Luiza era filha de Helena
(Júlia Lemmertz) e Virgílio (Humberto Martins). A jovem acaba se interessante pelo ex
da mãe, Laerte (Gabriel Braga Nunes), e faz de tudo para poder viver a paixão.

Além do enredo não
ter atraído ao público, a personagem irritava quem acompanhava a história. No
fim, Luiza não fica com Laerte e encerra a produção flertando com um homem mais
velho que ela.

Paulinha (Ana Roberta Gualda) – Mulheres Apaixonadas (2003)

Paulinha (Ana Roberta Gualda) de Mulheres Apaixonadas (Reprodução/TV Globo)

Filha de Oswaldo, o
porteiro da escola Ribeiro Alves, a jovem estuda no colégio e tem vergonha da
origem humilde do pai. Durante toda a novela, a personagem apronta poucas e
boas, principalmente com as lésbicas Clara (Alinne Moraes) e Rafaela (Paula
Picarelli). O público amava odiar a morena.

Joyce (Carla Marins) – História de Amor (1995)

Joyce (Carla Marins) de História de Amor (Divulgação/TV Globo)

No enredo das 18h do
Maneco, a filha de Helena (Regina Duarte) era uma verdadeira adolescente
insuportável. A menina vivia brigando com a mãe e tinha um namoro conflituoso
com Caio (Ângelo Paes Leme), de quem acaba engravidando.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais