CNN Brasil bate GloboNews com divulgação de depoimento de Moro

Emissora da Avenida Paulista deu notícia cerca de 15 minutos antes dos cariocas

Publicado há 5 meses
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A novata CNN Brasil continua surpreendendo o mercado com agilidade com que obtém as informações de política, em Brasília. No ar desde 15 de março de 2020, o novo canal costumeiramente informa seu telespectador sobre os principais fatos políticos antes da rival, que é maior e está há mais de duas décadas no mercado.

Neste terça-feira, a CNN Brasil, que é o terceiro canal mais visto em São Paulo, apresentou o depoimento do ex-ministro Sérgio Moro na Polícia Federal, no sábado (2), sobre as acusações que fez ao presidente da República Jair Bolsonaro. A imprensa estava atrás desse material desde sábado. Era de conhecimento geral que quem o obtivesse primeiro marcaria um gol.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No CNN 360 e em seu site na internet, a notícia foi dada com tratamento de breaking news, urgente e exclusiva. A CNN Brasil teve tempo de imprimir cópia do depoimento e preparar toda uma análise. Era cerca de 16h15, quando o canal da Avenida Paulista furou todos os demais veículos, inclusive a rival GloboNews.

GloboNews é furada pela CNN Brasil (Reprodução)

A emissora do Grupo Globo, que copia o formato de debates da concorrente, só foi tocar no assunto por volta de 16h33, quando a CNN Brasil já destrinchava com seus analistas e notícia ganhava repercussão. Neste momento, foi possível notar a CNN Brasil mais tranquila na leitura do documento.

Já a GloboNews mostrou que improvisou, já que nem colocou no ar a vinheta de “urgente”, que sempre interrompe a programação, quando chega uma informação de última hora e muito importante, semelhante ao Breaking News CNN. De Brasília, a repórter Isabela Camargo foi quem começou a ler a notícia de um celular.

Do estúdio, a âncora do Edição das 16h pausava para as análises e, então, regressava com mais um trecho. Aparentemente, não houve tempo hábil para que todos os envolvidos na cobertura estudassem o material, como ocorreu com a equipe do CNN 360. O BandNews TV também entrou na cobertura, lendo o material na íntegra.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais