Câmera Record mostra os incêndios que afetaram instituições brasileiras

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Brasil assiste, há décadas, a incêndios de grandes proporções praticamente todo ano. Como o que destruiu recentemente o Museu Nacional no Rio de Janeiro. A lista de instituições afetadas nos últimos dez anos é extensa. Teatro Cultura Artística, Instituto Butantan, Memorial da América Latina e o antigo prédio da Polícia Federal em São Paulo. O Câmera Record deste domingo, (07), às 23h50, entrevista especialistas que explicam por que isso ainda acontece no país.

O programa ainda exibe imagens exclusivas do antigo Edifício Joelma. Pela primeira vez, uma equipe de televisão recebe autorização para gravar sem restrição lá. Dentro do prédio que foi palco de uma tragédia histórica, em 1974. A partir do incêndio do Joelma, no qual morreram quase 200 pessoas, leis foram criadas. Normas e equipamentos de segurança tornaram-se obrigatórios estabelecidos e construções adaptadas, na tentativa de que episódios como aquele não acontecessem mais.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Climão! Beijo entre Anitta e Leandro Osmar desagrada Thiago Magalhães

Foram dois meses de negociação até que a administração do Edifício Praça da Bandeira, o antigo Edifício Joelma, desse o sinal verde. A equipe do programa obteve então uma autorização que pôs fim a 44 anos de espera. E pôde então gravar corredores, escadas e salas de um prédio que entrou para a história.

Os repórteres encontraram uma fita com material inédito e original, guardada a sete chaves no porão do Museu do Corpo de Bombeiros, e resgataram imagens impressionantes nos arquivos da Record TV. Foi desta forma que o Câmera Record conseguiu reconstituir, passo a passo, os capítulos de uma tragédia que deveria ter mudado a maneira de como o Brasil lida com incêndios.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio